02/11/2015
Maria Cupim

De todas as historias que vivi ,esta foi , realmente , uma das melhores .
Corria o ano de 2005 e estava eu numa obra em Palmitos PR. Muita gente , muita balbúrdia e como de costume , muito forró e muita diversão para o pessoal da obra .

Toda sexta feira a casa de shows Forró do Padre ,abria suas portas e recebia centenas de pessoas para dançar e beber . Atras dessa casa de shows havia um pasto , verde , bonito , com muitos cupins ( morrotes de barro feitos pelas Içás ) . Um cupim enorme , bem atrás do barracão , chamava a atenção da gente .Era o único cupim que estava limpo , sem mato ao seu redor .

Numa Sexta Feira , estava eu bebericando e comendo torta de “miolos de cachorro “ com os amigos , numa mesinha de lata vendo o pessoal se divertir e dançar com as nativas locais quando passou pela minha janela a Maria , acompanhada dum rapaz . Maria era tenra , carnes morenas , firmes , tetos fartos et úmidos e muito fogosa .Ela passou com seu parceiro e sumiu na escuridão .

Passadas uma ou duas horas ,passa de novo a Maria com outro rapaz ,indo pelo mesmo caminho e falando baixinho . Fiquei curioso e perguntei ao garçom que nos servia :
- O que tem daquele lado , atrás do barracão ???
- Pasto . respondeu ele , por que ????
Contei-lhe então o que eu tinha visto e ele me disse :
- Esquenta não Doutor , deve ser a Maria levando seus parceiros para a execução carnal , lá no cupim ........e riu . Aguçou minha curiosidade .

Na outra sexta ,logo ao chegar fui dar uma volta atrás do Forró do Padre e conheci o cupim . Belo morrote de mais ou menos 1 mt de altura e liso em sua superfície .Começamos á bebericar ,o forró iniciou-se e pouco tempo depois ,passa a Maria com um cara rumo ao cupim . O garçom vendo a cena , me chamou e disse :
-Venha conhecer a performance da Maria do Cupim .

Fomos pé ante pé e vimos Maria agarrada ao cupim com as vestes levantadas e atrás dela o rapaz , de calças abaixadas , acoplado em seus quartos trazeiros ; Ambos urravam de prazer .
Me disseram depois que a insaciável Maria , executava três a quatro rapazes por noite deixando-os prostados pois o esforço dispendido era pauleira pura.
Conheci então , mais uma sacanagem neste mundo de Deus .

O que mais me espantou foi o fato de que no cupim , morava uma cascavel que expulsou as içás e tomou conta do morrote . E a Maria sabia disso . Contaram-me que Maria tinha certeza que a cascavel assistia a seçao suruba e por isso não atacava os litigantes .
Histórias dum Brasil grande .

Fred Assoni



Leia outras matérias desta seção
 » Os três Mosqueteiros
 » Erudam-se!!
 » Relato de uma vida vazia
 » A velha carabina
 » Vejo , claramente , a luz apagar-se no fim do túnel
 » Carlos Zéfiro
 » A cueca atômica
 » Cabrunca
 » O cuscuz
 » Eu só queria passar
 » A formatura
 » Um grande amor
 » Festas suspensas
 » Adeus
 » Quase !!!
 » A última viagem
 » CRM Clube Recreativo Melhoramentos
 » Regras atuais para um bom transar
 » A breve vida de Jojô
 » O idioma alemão é fácil

Voltar