17/07/2016
Um único tiro

UM ÚNICO TIRO
Jorge Tadeu era policial .Interessado , probo , cultivava e amava a profissão que optou viver . Estudou o secundário básico , fez cursos inerentes á sua profissão e especializou-se em tiro , armamento , tática de combate de rua enfim , entrou para o Corpo de Atiradores de Elite da PM . 
Era um sujeito reservado , sério , poucos amigos , esperto e vivia com seus pais numa casa simples de periferia , sempre em outro bairro onde trabalhava pois não gostava de misturar amizade com profissão .

Com 22 anos de profissão , viu-se envolvido numa ocorrência grave de sequestro por menor com mídia desesperada por assuntos  de sangue  , clero , governo , forças ocultas pró menor infrator e tudo mais que sabemos . O caso tomou rumo insolúvel e seu superior após esgotar seu repertório de diálogo com o menor agressor drogado , fichado e eunuco mental , deu o veredito : Abater !!
Jorge Tadeu então , posicionado , estourou os miolos do pequeno pré facínora , salvando a vida da mulher sequestrada . Foi o que os sanguessugas  Datena , Rezende , Britto Jr e Faciolli queriam ........milhares de opiniões prós e contras , balbúrdia , cobrança , TVs enlouquecidas , defensores humanos esbravejando e..............sobrou pro atirador Jorge Tadeu .

Foi afastado de suas funções , submetido á execração pública e detido no Romão Gomes pelo assassinato do pobre e inocente “ di menor “ infrator .
Decepcionado com o ocorrido , já sem seus pais , falecidos algum tempo antes , pediu baixa da Corporação mudou-se para Faxinal dos Maias BA , 10 000 habitantes , onde tinha um tio ou algo assim . Alugou uma casa humilde , mobiliou-a e iniciou sua nova vida anônima .

Apareceu então em sua vida , Mazé , nascida Maria Zenaide e mulher de certos atrativos , não santa , separada e prendas domésticas de rotina . Conheceram-se e viviam bem .
Prá combater a modorrencia diária e reforçar o caixa , Jorge arrumou um emprego de motorista numa pequena empresa local e Mazé fazia faxinas nas casas mais abastadas do pequeno município . Uma destas casas era do velho edil Uilliam Teixeira , o Manganelo , que era Fiscal de Obras da Prefeitura e operava Caixas 2 , 3 e 4 , propinas , desvios , acertos ...enfim .....um bosta .

Logo ao ver Mazé , a quem conhecia , trabalhando em sua casa uma vez por semana , o desprezível  edil , lançou-lhe olhares lânguidos , provocativos , longe de sua esposa oficial , que era caolha , manca e peluda chamada de Berônha pelos mais chegados .
Manganelo então , caiu em cima de Mazé com milhares de propostas amorosas , dinheiro farto , roupas caras , carro , jet set local enfim o céu viria á Mazé que , simples , sonhadora e iludida pelo glamour do edil , cedeu e começaram um affair .

Jorge Tadeu no inicio nada percebeu e a vida corria leve , solta rotineira e quente.Foi quando o bosta do edil teve a idéia de contratar Mazé para duas faxinas semanais , sendo uma em sua residência e outra na casa de praia que mantinha no município , distante uns 5 km de Faxinal .
Uma vez por semana então ,  o motorista da Prefeitura Vavá , levava Mazé cedo , prá casa de praia do Manganelo e ia buscar á tarde . Jorge Tadeu não gostou deste lance mas como era reservado , ficou atento confiando desconfiando . 

Foi qdo então , iniciou-se o “ ó do borogodó “ . Mazé ia com o motorista , logo cedo para a casa de praia , o fdp do Manganelo  aparecia lá pelo meio dia , cheirando á bode , com marmitex de camarões e moqueca , dispensava o caseiro por duas ou tres horas e mandava o nabo em Mazé que .......queria mas não queria pois Manganelo , tinha pouca potencia no turbo e logo adormecia .
Mazé colocou o affair na ponta do lápis , noves fora e resolveu encarar a aventura . Afinal , dava prá faturar legal uns trocos á mais , ganhava presentes e o serviço era pouco e a tramela de Manganelo estava á meio páu .
Foi qdo Jorge Tadeu desconfiou de alguma coisa pois Mazé , ás Quintas Feiras , sáia de casa , cedo , mais arrumada , mais cheirosa e melhor vestida . Policial que era , montou tocaia e seguiu o carro da Prefeitura com seu carro e chegou até a casa de praia . Viu o veiculo da Prefeitura voltar , sem Mazé e ficou espreitando qualquer lance mais agudo , amoitado no mato , no quintal da casa de praia .

BINGO !!!!!   ao meio dia chega o bosta do edil Manganelo , dispensa o caseiro que morava vizinho e iniciam os trabalhos trepativos dentro da casa rodeada de vidraças . Corre corre , sobe desce , cachoeira , dedo louco , lambari fisgado ...enfim uma loucura . Para o gran finale , foram ao quarto de Manganelo onde terminaram a festa em grande estilo .

Jorge Tadeu viu tudo da moita lá fora onde estava e não ficou puto pois Mazé era apenas um ..............caso oficial itinerante mas , achou sacanagem da companheira para com ele .
Bolou então outra tocaia e executo-a com mestria. Na outra  Quinta Feira , chegou até a casa de praia , antes de todos , aboletou-se em posição favorável ,( sabia como fazer isso ) e aguardou com seu fuzil alimentado com 3 projéteis de alto impacto tipo “cara preta” .

Não deu outra , chega Mazé , chega Manganelo , dispensam o caseiro e partem pro abraço , lufa lufa , treis oitão , janelinha e........fatal , partem para a cama de casal no quarto de Manganelo , janela aberta , vidros grandes  , cama macia e ajoelham-se pelados abraçando-se tesudamente .
Era a posição de Jorge Tadeu esperava . Encaixou  sua mira á laser nas costas de Manganelo e acionou o gatilho . O projetil entrou pelas costas do edil e saiu nas costas de Mazé , atravessando ainda a parede de blocos do quarto e sumindo na areia do pátio .

O caseiro , ao longe , ouviu só um estampido mas não se deu conta do que poderia ter sido . Jorge Tadeu voltou prá cidadezinha , apanhou suas coisas e sumiu rumo ao norte onde deve estar morando em outra cidadezinha praieira e seguindo sua vida marcada pelo destino misterioso da bala de fuzil .

Fred Assoni
.



Leia outras matérias desta seção
 » Os três Mosqueteiros
 » Erudam-se!!
 » Relato de uma vida vazia
 » A velha carabina
 » Vejo , claramente , a luz apagar-se no fim do túnel
 » Carlos Zéfiro
 » A cueca atômica
 » Cabrunca
 » O cuscuz
 » Eu só queria passar
 » A formatura
 » Um grande amor
 » Festas suspensas
 » Adeus
 » Quase !!!
 » A última viagem
 » CRM Clube Recreativo Melhoramentos
 » Regras atuais para um bom transar
 » A breve vida de Jojô
 » O idioma alemão é fácil

Voltar