23/07/2016
A Vernissage

A VERNISSAGE (verídico)


Teodoro era metido á artesão . Tentou trabalhar com carteira assinada em algumas empresas mas os horários rígidos e a rotina o incomodavam .
Morava com os pais numa casa com quintal grande numa vila qualquer da periferia da cidade . Teo , tinha alguma habilidade manual e então , resolveu ganhar a vida com arte .  Pediu pro seu pai ajuda-lo e construiu no seu quintal um cômodo de 6 x 5 mts , WC , espaço gourmet , rebocado e pintado ,montando ali um Ateliê , o Studio Teo .
O ateliê , até que era ajeitado com mesa , móveis para visitas , pia com água , geladeira , cortinas e nele , Teo construía  porcarias , o que dava na cabeça , em gesso , bambu , madeira , reciclados , plástico , jornal velho etc .
Para incrementar e  personalizar seu ateliê , Teo copiou de alguém e colocou um Vaso Sanitário ( privada ) cor de rosa num canto vazio do cômodo . Impactou !!
A privada cor de rosa deu um ar diferente  no ambiente . Dividiu opiniões e era isso que ele queria , algo diferente , impactante .
Começou a relacionar-se com outros artesãos ( Lula falaria artesões ) da cidade e seu ateliê virou “ point “ dos artistas mambembes . Vinha bastante gente mostrar seus produtos , buscar idéias , alguns clientes em busca de algo para embelezar suas casas enfim , o negócio prosperava . Cada artesão fazia sua arte e trazia ali para apresentar , mostrar em consignação , buscar opiniões e passar o tempo . Inclusive vieram alguns peruanos , paraguaios , chilenos etc .
Foi então que tiveram uma idéia de montar a 1ª Vernissage do Studio Teo . Quinze expositores se inscreveram , pagaram uma taxa simbólica e montaram seus cavaletes com suas artes no Studio Teo . A privada permanecia lá , imponente , pujante e altaneira , sendo atração do local . Propaganda feita , inauguraram a Vernissage num sábado . Bastante gente apareceu , compras em alta , publico feliz . Sucesso total .
No domingo , surpreendentemente , lotou o Studio Teo ; Apareceram pessoas interessadas em conhecer , ver , comprar , conversar , encomendar , negociar enfim , outro sucesso . Teo estava feliz pois o dinheiro aparecia e girava .
Lá pelas 11:00 hs , o ateliê estava bombando de tanta gente , qdo um fedor lazarento de merda , infestou o ar do ateliê . Teo ficou desconcertado , desesperado e correu até o WC esperando este estar entupido ou  algo assim . Enganou-se pois o WC estava intacto , sujo mas intacto ..........foi quando gritaram...........- Defecaram na privada cor de rosa !!!!!!
Balbúrdia total , corre corre , lufa lufa e Teo correndo até o canto onde estava a privada gourmet , deparou-se com alguns mísseis de grosso calibre depositados nela , vivos e ainda quentes . Dois enormes quibes .
Confusão total , ....quem foi .......ninguém viu ??.........-Foi aquele peruano lazarento , tocador de gaita , disseram , ...........- Foi o paraguaio artesão de pios de aves , disse outro ............- Yo no lo fué .....respondiam os latinos .........acabou-se a Vernissage .Todos se retiraram , decepcionados com o fato.
Deu um trabalho danado limpar aquela latrina seca pois não havia encanamento sendo ela decorativa apenas e Teodoro ,  falido , até hoje procura , QUEM deixou os mísseis fétidos em sua privada cor de rosa .

Fred Assoni



Leia outras matérias desta seção
 » Os três Mosqueteiros
 » Erudam-se!!
 » Relato de uma vida vazia
 » A velha carabina
 » Vejo , claramente , a luz apagar-se no fim do túnel
 » Carlos Zéfiro
 » A cueca atômica
 » Cabrunca
 » O cuscuz
 » Eu só queria passar
 » A formatura
 » Um grande amor
 » Festas suspensas
 » Adeus
 » Quase !!!
 » A última viagem
 » CRM Clube Recreativo Melhoramentos
 » Regras atuais para um bom transar
 » A breve vida de Jojô
 » O idioma alemão é fácil

Voltar