» Colunas » Saúde

17/02/2012
Sangue retirado de doença periodontal pode ser usado para diagnosticar diabetes.

Pacientes classificaram a coleta de sangue por via oral no consultório de um dentista como menos invasiva do que a picada no dedo

Amostras orais de sangue retiradas de áreas de inflamação periodontal podem ser usadas para medir, com segurança, a glicemia de pacientes e diagnosticar o diabetes. A afirmação é de pesquisadores da New York University, nos Estados Unidos.

Os resultados mostram que alguns pacientes classificaram a coleta de sangue por via oral no consultório de um dentista, como menos invasiva do que a picada no dedo.

A medição da hemoglobina A1c é amplamente utilizada para diagnosticar o diabetes. De acordo com as diretrizes estabelecidas pela Associação Americana de Diabetes, uma leitura de A1c de 6,5 ou mais indica maior risco da doença.

Os pesquisadores compararam os níveis da hemoglobina A1c em amostras pareadas de sangue retirado por via oral e retirado por meio da picada no dedo de 75 pacientes com doença periodontal.

Uma leitura de 6,3 ou mais na amostra por via oral correspondeu a uma leitura de 6,5 no sangue retirado por meio da picada no dedo, com o mínimo de falsos positivos e falsos negativos.

"Baseados nessas conclusões acreditamos que a visita ao dentista pode ser uma boa oportunidade para realizar uma triagem inicial do diabetes, um importante primeiro passo na identificação dos pacientes que precisam de mais testes para determinar seu status da doença", observa o investigador principal do estudo, Shiela Strauss.

Strauss acrescenta que alguns pacientes classificam a coleta de sangue por via oral, no consultório de um dentista, como menos invasiva do que a picada no dedo.

"Há uma necessidade urgente de aumentar as oportunidades para detecção do diabetes o mais cedo possível. Isso é importante porque o tratamento precoce pode ajudar a prevenir ou retardar as complicações em longo prazo do diabetes que são responsáveis pela redução da qualidade de vida e aumento dos níveis de mortalidade", afirma Strauss.


ISaude.net

Leia outras matérias desta seção
 » Coronavirus - novas notícias
 » Perda de Ossos:droga promissora
 » Cuide do seu coração
 » Hanseníase (Leprae) em alta
 » Câncer: mais uma esperança
 » Bactéria da gonorreia está mais resistente
 » Água viva - Caravela portuguesa podem matar
 » Aspirina, AAS novos estudos
 » Viciados em videogames-Coletânea
 » Ponte de Safena e stents não são melhores que medicamentos
 » Nova droga pode reverter Demência
 » Doença grave x Espiritualidade
 » Insônia
 » Stents-bypass ou medicamentos ?
 » Própolis verde
 » Exames de sangue para que servem
 » Exame de Urina tipo 1
 » Estatinas aumentam risco de osteoporose
 » Diabetes tipo 2 - protocolo oficial da SBD - 2019
 » Cocô ! Tratado Geral


Voltar