» Colunas » Saúde

09/04/2012
Dieta Pós Páscoa - Ficar sem comer por causa do exagero é errado, diz nutricionista.

Se você sente que passou da conta nesta Páscoa, a nutricionista Priscila Salvador Baptista diz que primeiramente o importante é não sentir culpa por conta disso, pois é no momento do excesso que percebemos que é hora de dar a volta por cima. Ela recomenda retomar a dieta normalmente, diminuindo as calorias consumidas em exagero, fazendo refeições leves, evitando frituras, comidas gordurosas e não exagerando nos carboidratos.

A nutricionista alerta que não faça uso de laxantes na tentativa de eliminar a comida em excesso, pois além de não ajudar a emagrecer, eles só fazem perder líquido e ficar desidratada.

Muitos ficam sem comer para perder o peso que ganhou durante esses dias, mas isso está completamente errado, explica a especialista, pois ao deixar de comer o metabolismo fica mais lento (resposta inata de sobrevivência), dificultando a eliminação de peso. Para eliminar esse peso adquirido é fundamental comer de forma fracionada, de três em três horas, fazendo no mínimo seis refeições por dia, na quantidade certa, “dessa forma seu metabolismo trabalha mais acelerado e não acumula gordura.”, completa. 

Para ajudar a desintoxicar o organismo, a nutricionista disse para comer muitas verduras, legumes e frutas. E ainda, beber mais de dois litros de água por dia e substituir o refrigerante por sucos de fruta; carnes vermelhas por carnes magras e brancas como peixe e frango. Dê preferência aos carboidratos integrais como arroz e pães integrais.

A nutricionista reforça que a alimentação correta vai ajudar o corpo voltar ao ritmo normal e começar perder peso, mas com o complemento de exercícios físicos fica muito mais rápido e saudável a queima de calorias e gordura. Vale a pena investir em atividades ao ar livre, como caminhar e pedalar.



Diabéticos

Priscila explica que no caso do diabético, para consumir o chocolate deve ter o controle da quantidade de carboidratos ingerida por dia, a contagem depende de algumas variáveis, como peso, altura, idade, sexo e prática de atividades físicas que deve ser feita pelo médico ou nutricionista. O máximo de chocolate recomendável por dia para uma pessoa sem diabetes é de 25 a 30 gramas. Automaticamente, o aceitável para diabéticos é bem menos que isso. “Não é recomendado o consumo de chocolate diet, os produtos diet só substituem um componente por outro, no caso do chocolate, sai o açúcar e entra uma quantidade maior de gordura saturada”, afirma.

O portador de diabetes pode procurar amenizar os efeitos do chocolate sobre a glicemia, consumindo o produto após a refeição, em substituição a uma sobremesa. A presença de outros nutrientes inclusive fibras faz com que a absorção não seja tão imediata, diminuindo a possibilidade de uma hiperglicemia. Por isso, ela aconselha ingerir o chocolate associado a uma fonte de fibra, uma fruta, por exemplo.

Se já houve exagero neste feriado pode-se compensar ingerindo mais fibras, como frutas, verduras, legumes, pão integral, nozes e cereais integrais, também líquidos não calóricos e sem glicose, como os chás, principalmente o verde que tem antioxidantes.

Uma opção é o chocolate amargo, pois é o mais rico em antioxidantes.



Sobras

Se ainda sobrou chocolate, a recomendação de Priscila é consumir pequenas quantidades. Ela diz que um pedaço pequeno de até 30 gramas é mais do que suficiente para matar a vontade do dia. Uma vez que essa quantidade corresponde ao tamanho de uma barrinha pequena de chocolate ou 4 quadradinhos da barra. “Mas lembre-se, consuma no máximo duas vezes na semana, e a semana tem sete dias. Não deixe o doce no seu campo de visão, para ele não ser a primeira alternativa, quando a vontade ou a fome apertar e uma boa ideia é determinar um horário.”, completa.

Fonte : O Regional Online


O Regional.

Leia outras matérias desta seção
 » Nova droga pode conter Demência
 » Doença grave x Espiritualidade
 » Insônia
 » Stents-bypass ou medicamentos ?
 » Própolis verde
 » Exames de sangue para que servem
 » Exame de Urina tipo 1
 » Estatinas aumentam risco de osteoporose
 » Diabetes tipo 2 - protocolo oficial da SBD - 2019
 » Cocô ! Tratado Geral
 » Dieta Cetogênica
 » Manteiga Ghee como fazer
 » Coração x Café
 » Câncer x Café
 » Terapia anti-câncer CAR-T - USP
 » Própolis - USP-ESALQ
 » Cera de ouvido detecta câncer
 » HPN Hidrocefalia de pressão normal
 » Sal do Himalaia não é o que dizem
 » Insuficiência cardíaca: novo medicamento


Voltar