» Colunas » Saúde

16/02/2016
Manual do diabetes

O que é diabetes?

É uma doença do metabolismo da glicose (açúcar) causada pela falta ou má absorção de insulina, hormônio produzido pelo pâncreas, cuja função é quebrar as moléculas de glicose para transformá-las em energia a fim de que seja aproveitada por todas as células.

Quando o pâncreas para de produzir a insulina, ou a sua produção é insuficiente, o açúcar que deveria penetrar nas células para transformar-se em energia permanece circulando na corrente sanguínea, prejudicando o funcionamento normal do organismo.

Tipos de diabetes:

Tipo 1: O pâncreas do paciente com diabetes tipo 1 não produz nenhuma insulina. O diagnóstico normalmente ocorre antes dos 20 anos de idade.

Tipo 2: Apesar do organismo produzir insulina, a quantidade produzida é insuficiente ou há resistência das células com relação à absorção. Geralmente, este tipo de diabetes está relacionado ao sobrepeso e seu diagnóstico ocorre após os 40 anos de idade, embora pessoas mais jovens também possam apresentar a doença.

Gestacional: Trata-se de qualquer intolerância à glicose, com início ou diagnóstico durante a gestação.

Pré-diabetes: trata-se do estado intermediário entre o nível de glicose sanguínea normal e o diabtes.

 

Valores de glicose sanguínea para diagnóstico de diabetes e seus estágios pré-clínicos:

- Em jejum:

Normal: Menor que 100mg/dl

Pré-diabetes: Maior que 100mg/dl e menor que 126mg/dl

Diabetes: Igual ou superior a 126mg/dl (apresentando sintomas)

- 2 horas após a refeição:

Normal: Menor que 140mg/dl

Pré-diabetes: Igual ou superior a 140 mg/dl e menor que 200mg/dl

Diabetes: Igual ou superior a 200mg/dl (apresentando sintomas)

 

Sintomas de diabetes:

Quando presentes os sintomas mais comuns são:

- urinar excessivamente

- sede excessiva

- aumento do apetite

- perda de peso

- cansaço

- vista embaçada

A hipoglicemia é uma complicação que ocorre quando o nível de glicose no sangue está baixo, ou seja, valor da glicemia menor que 70mg/dl.

Sinais e sintomas: tremores, suor excessivo, palpitações, fome, fraqueza, irritação, confusão, possíveis desmaios.

O que fazer para corrigir a hipoglicemia?

De imediato consuma uma fonte de açúcar que o corpo possa usar rapidamente, como: tomar um copo (200ml) de suco de frutas adoçado ou refrigerante normal (não dietético) ou ingerir 3 balas moles, não dietéticas. Após 15 minutos, se ainda estiver sentindo sintomas de hipoglicemia, se alimente um pouco mais. Sempre que tiver condições, faça o teste de glicemia capilar após ter se alimentado.

 

Alimentação: a chave para manter-se saudável

As pessoas com diabetes ter uma alimentação balanceada e saudável. Suas refeições devem incluir uma variedade de frutas, vegetais, amidos, carnes e produtos lácteos, seguindo a orientação médica e/ou nutricional.

- estabeleça horário regular para as refeições e lanches do dia; não pule refeições.

- evite frituras

- tenha o hábito de ler o rótulo dos produtos; alguns alimentos identificados como dietéticos podem ser ricos em gorduras e calorias.

-  procure manter um plano alimentar saudável com atenção aos carboidratos e calorias. (um nutricionista poderá orientá-lo).

 

Higiene: atenção principal aos pés.

É necessário desenvolver bons hábitos para os cuidados dos pés já que as pessoas com diabetes estão mais propensas a ter infecções nessa extremidade do corpo, podendo causar sérios problemas à saúde.

- inspecione seus pés todos os dias

- lave-os diariamente com água morna e sabonete

- seque-os muito bem com uma toalha principalmente entre os dedos

- promova a hidratação dos pés aplicando loção ou creme, exceto entre os dedos

- o corte de unha deve ser feito reto e preferencialmente por um profissional especializado

- use sapatos que sejam confortáveis aos seus pés

- ao identificar qualquer lesão, infecção nos pés ou notar os pés constantemente frios, consulte seu médico

- não ande descalço, nem mesmo na praia, piscina ou dentro de casa

Atividade física: essencial para o cuidado do diabetes:

Consulte o seu médico antes de começar um programa de exercícios.

O exercício é um componente importante no cuidado do diabetes. Melhorando a sua condição física geral, a atividade física regular é uma boa forma de perder ou manter o peso, o que lhe ajudará a controlar o seu nível de açúcar no sangue.

- hidrate-se antes e durante a atividade física

- faça uma alimentação leve antes do exercício

- escolha atividades que lhe sejam agradáveis de fazer

- se possível faça seu teste de glicemia antes e após fazer os exercícios

 

Atividade social:

A vida sexual das pessoas com diabetes requer as mesmas preocupações daquelas que não têm diabetes. Ao viajar lembre-se de levar as medicações prescritas pelo seu médico (insulina e/ou antidiabéticos orais), seringas, agulhas, canetas com refis correspondentes e suas agulhas; o aparelho para realizar a glicemia capilar com tiras e lancetas e a carteirinha de identificação de diabetes com número de telefone de um familiar ou seu médico para contato.

Lembre-se o sucesso do seu tratamento depende de uma alimentação saudável, associada a prática de atividade física de forma regular e tomar suas medicações nos horários prescritos pelo médico. 


Hospital Sírio Libanês

Leia outras matérias desta seção
 » Ponte de Safena e stents não são melhores que medicamentos
 » Nova droga pode reverter Demência
 » Doença grave x Espiritualidade
 » Insônia
 » Stents-bypass ou medicamentos ?
 » Própolis verde
 » Exames de sangue para que servem
 » Exame de Urina tipo 1
 » Estatinas aumentam risco de osteoporose
 » Diabetes tipo 2 - protocolo oficial da SBD - 2019
 » Cocô ! Tratado Geral
 » Dieta Cetogênica
 » Manteiga Ghee como fazer
 » Coração x Café
 » Câncer x Café
 » Terapia anti-câncer CAR-T - USP
 » Própolis - USP-ESALQ
 » Cera de ouvido detecta câncer
 » HPN Hidrocefalia de pressão normal
 » Sal do Himalaia não é o que dizem


Voltar