20/12/05
Contratempo

Falar do tempo e perder tempo
Neste tempo que o tempo não se
Perde em tempo para o entender
Do tempo que flui num tempo
Despercebido do tempo a passar
Não sobrando tempo a ganhar
Tempo quando se perde tempo
Preocupando-se com o tempo
Neste tempo de tempo curto
Sendo tempo para tempo rápido
Sem perceber a velocidade do
Tempo indiferente ao nosso
Esgotar do tempo que como
Tempo continua independente
Do tempo de cada um cujo
Tempo tem fim quando já
Não é sem tempo ou já sendo
Tempo para o tempo do adeus.

Altino Olímpio

Leia outras matérias desta seção
 » Fluxo de sensibilidade
 » Será que a vida é uma ilusão?
 » A marca da besta
 » Convém não pensar
 » Adeus dia de Finados
 » Conversa ocasional
 » Por que viemos ao mundo?
 » O passado convive com o presente
 » Os traídos e os traidores
 » Os exagerados do Youtube
 » Os que não sabem são os que mais sabem
 » Brasil, fonte do saber
 » Seres humanos que muito irritam
 » A Torre de Babel brasileira
 » Pegando pesado
 » Pensamentos lúcidos
 » O diálogo entre um Ateu e um Espírita
 » O gostar de alguém sem o alguém saber
 » Má temática da vida
 » Avenida Paulista amarelada

Voltar