26/06/2008
Confúcio confundido


Por que vivem a predizer
Esqueça o passado
O futuro não existe
Não viva de esperanças
Elas são ausências e
A vida é aqui e é o agora?
Então do nascer ao morrer
A nossa vida é um agora?
Tendo diferentes agoras
E como assim se chamam
É porque eles vão embora.
Mesmo o agora de um dia
Em outro não é o mesmo.
Qual dos agoras é o da vida?
Ela não seria todos os agoras?
Não existe vida sem agoras
Nem agoras sem a vida.
Se a vida é aqui e agora
Ela não foi em agoras passados?
Futuro mesmo não existe
São presentes avançando
Tornando passados os agoras;
Qual agora fica no agora
Se nenhum é permanente?
Se a vida é aqui e o agora
Qualquer um agora é a vida
Num agora só de alegria
Num agora só de tristeza
Num agora só de dor
Num agora só de saudade
Num agora só de ilusão
Num agora só de distração
Num agora só de esquecer da vida.
A vida é aqui em qualquer agora
Isso agora não quer dizer
Que viver no aqui e no agora
Não tenha nada a ver com o sofrer
E tudo tenha com o saber viver
Sem os agoras do passado
Sem os agoras do futuro
Sem expectativas de bons agoras.
Agoras são apenas seqüências
Até a conseqüência de irmos embora.

Altino Olímpio

Leia outras matérias desta seção
 » Se não fosse os outros...
 » Fluxo de sensibilidade
 » Será que a vida é uma ilusão?
 » A marca da besta
 » Convém não pensar
 » Adeus dia de Finados
 » Conversa ocasional
 » Por que viemos ao mundo?
 » O passado convive com o presente
 » Os traídos e os traidores
 » Os exagerados do Youtube
 » Os que não sabem são os que mais sabem
 » Brasil, fonte do saber
 » Seres humanos que muito irritam
 » A Torre de Babel brasileira
 » Pegando pesado
 » Pensamentos lúcidos
 » O diálogo entre um Ateu e um Espírita
 » O gostar de alguém sem o alguém saber
 » Má temática da vida

Voltar