08/10/2008
Apetite Insaciável

Se no mais das vezes, aqui, as histórias e os acontecimentos são caracterizados como tendo tido palco na cidadezinha onde nasci e vivi, é porque os fatos são pertinentes aos relacionamentos com os conterrâneos. O texto a seguir tem essa característica bem regional devido ao ainda o “lugar ser pequeno” e quase todos se conhecerem. Para o tema em questão, primeiro vamos repetir muito do que é dito sobre fatos lastimáveis que sempre ocorrem na vida de pessoas: “Deus sabe o que faz, foi para tal pessoa aprender uma lição, faltou Deus em seu coração ou, nada se passa sem que Deus saiba e etc. Estes poucos exemplos serviram para demonstrar como se sabe que Deus está por detrás de tudo. Entretanto, como se percebe, pelo que se ouve, nem de tudo Ele está por detrás conforme o que agora vamos trazer a baila. Não sendo segredo, existem mulheres tão intensas cujas constituições fisiológicas as diferenciam de outras da maioria bem menos intensas. A referência aqui é sobre suas veementes necessidades sexuais. Não conseguem ficar sem praticar sexo. Quando essa situação “cai na boca do povo”, dentre ele sempre tem quem comenta: é sem vergonha, vagabunda, é fogo no rabo ah ah ah ah ah ah. Bem, para este caso não colocam Deus por detrás. Ele nada tem a ver com isso. A mulher fogosa é pecadora ah ah ah ah. A ciência médica explica que o “problema” é glandular, é hormonal e a portadora de tais desajustes, de tais exageros, nenhuma culpa tem. Mas, o condicionamento sempre prevalece sobre a ciência e ele é quem instiga a comentar: aquela vagabunda tem fogo no rabo... Ah ah ah ah ah como isso é engraçado. Algumas mulheres sentem dores por causa desse tesão incontrolável e por isso vão ao médico. Ele, se experiente, num linguajar bem científico diz à paciente: teu problema é falta de trepar, ah ah ah ah. A senhora precisa trepar, pelo menos, uma vez por semana. Mas, como? Se a mulher vive sozinha, já é idosa e seus encantos agora são desencantos, não lhe será difícil trepar? Trepar aqui foi para substituir a palavra sexo que é muito feia. Dizem que orar bastante resolve esse problema (até parece). Problema sério esse. Dizem que somos como Deus quer, mas... Mulher tesuda, coitada, assim é porque ela mesma quer, é o que pensam. Ah ah ah ah, para o homem tudo é mais fácil. Quando ele está na idade quando se aproxima O Mal de Pintolesma, ao contrário da mulher que sofre com muito fogo, ele quer readquirir o seu, reativar o seu fogo pintintino. Uma prótese resolve ou então o médico lhe receita um comprimido estimulante e até pode lhe dizer: Vem quatro numa caixinha e, cada um custa, mais ou menos, vinte e cinco reais. Com uma jovem até que vale a pena. Com uma já em seus despenques, o senhor é quem decide se deve ou não jogar dinheiro fora, ah ah ah ah ah. Contudo, é preciso lembrar que trepada fora do casamento é adultério. Deus vê tudo. Nada escapa da vigilância Dele. Felizes são os homens e as mulheres que só trepam para ganhar filhos ah ah ah ah. Quem trepa sem essa intenção, não presta, é sem vergonha e vai pro inferno ah ah ah ah ah ah ah.

Altino Olímpio

Leia outras matérias desta seção
 » Se não fosse os outros...
 » Fluxo de sensibilidade
 » Será que a vida é uma ilusão?
 » A marca da besta
 » Convém não pensar
 » Adeus dia de Finados
 » Conversa ocasional
 » Por que viemos ao mundo?
 » O passado convive com o presente
 » Os traídos e os traidores
 » Os exagerados do Youtube
 » Os que não sabem são os que mais sabem
 » Brasil, fonte do saber
 » Seres humanos que muito irritam
 » A Torre de Babel brasileira
 » Pegando pesado
 » Pensamentos lúcidos
 » O diálogo entre um Ateu e um Espírita
 » O gostar de alguém sem o alguém saber
 » Má temática da vida

Voltar