04/11/2008
Chega, Cale a Boca!

Tudo muda quando a gente se apaixona por uma muda. Poxa! Ainda mais quando ela não é frouxa e tenha boas cochas. Quando a gente sai, ela só gesticula que quer satisfazer a gula. Voltou das Para-Olimpíadas e pra meu espanto ganhou uma medalha na competição de canto, como, futebol pra cego estimula bem o ego, o povo a tudo assiste entretido, não nego. Mulher que muito fala sempre tem um marido que se cala. Uma que não fala e por isso é diferente, com ela o homem vive mais contente rsrsrsrsrs. Quando a mulher fala bastante deixa o marido estonteante e como não tem onde pedir ajuda, ele se arrepende de não ter se casado com uma muda. A vida é assim, no começo todo santo ajuda pra no meio e no fim ser um Deus nos acuda. Como o homem sem mulher não vive, quando ela fala muito se admira como ele ainda sobrevive. Pode ser que isso suporte porque o sexo fala mais forte e se na hora dele ela não fala, isso já é muita sorte. O amigo casado se queixou e foi bom para o pretexto de criar este texto. Agora não adianta mais feitiço com arlequim e arruda, azar o dele que não se casou com uma muda. Assim igual se uma existir poderá ser considerada anormal.

Altino Olímpio

Leia outras matérias desta seção
 » Conversa ocasional
 » Por que viemos ao mundo?
 » O passado convive com o presente
 » Os traídos e os traidores
 » Os exagerados do Youtube
 » Os que não sabem são os que mais sabem
 » Brasil, fonte do saber
 » Seres humanos que muito irritam
 » A Torre de Babel brasileira
 » Pegando pesado
 » Pensamentos lúcidos
 » O diálogo entre um Ateu e um Espírita
 » O gostar de alguém sem o alguém saber
 » Má temática da vida
 » Avenida Paulista amarelada
 » Tempo e a submissão a ele
 » Os simples e os gênios da humanidade
 » História apavorante
 » É proibido e pecado se suicidar
 » O castigo existe?

Voltar