20/07/2009
Mundo podre

Nesta semana de julho de 2009, a esposa de um famoso jogador de futebol, pastora agora, disse ela diante de câmeras de televisão, que, com a crise mundial e o dinheiro tendo sumido, Deus canalizou para um clube de futebol uma grande quantia para contratar seu marido, isso entendendo como um milagre. Até então não se sabia que Deus adorava futebol. Talvez por isso tenha se descuidado dos pobres e desprotegidos da sorte. A mulher demonstrando altos índices de “inteligência” nunca vistos antes numa fêmea esteve a insinuar que Deus é safado, ocupado apenas com as idiotices das competições humanas, igualando-se a elas. Blasfêmias como esta, vindas de autointitulados e “legalizados” intermediários entre Deus e os homens, são comuns, pois, rebaixam-no como tendo os mesmos sentimentos, as mesmas emoções e os mesmos raciocínios humanos. Para os ignorantes um Deus assim é mais fácil de acreditá-lo. Se o mundo fosse habitado só por cavalos, para eles o Deus deles relincharia e daria coices como eles. Tudo está na consequência de como se conscientiza cada consciência. Voltando a pastora, sem saber o que nos espera num noticiário, às vezes somos pegos de surpresa como se bostas fossem atiradas em nossas caras. Parece que nestes dias enriquece mais quem mais tem capacidade de atirar bosta nos outros, graças aos outros das bostas tão aceitas.


Altino Olímpio

Leia outras matérias desta seção
 » A missão na Vida
 » A incógnita continua
 » A reencarnação
 » Recordar é reviver
 » O melhor amigo vai chegar
 » Coisas da vida
 » A raça preferida
 » Detector de mentiras mundial
 » Espetáculo inesquecível
 » Os bons princípios dos velhos anos novos
 » O Marcolino
 » Que tal o Natal de agora?
 » Nenhuma praça havia
 » Somos o que pensamos?
 » Se não fosse os outros...
 » Fluxo de sensibilidade
 » Será que a vida é uma ilusão?
 » A marca da besta
 » Convém não pensar
 » Adeus dia de Finados

Voltar