13/10/2009
Vamos ao circo

Viver é mesmo ser alegre e para isso a humanidade não dispensa atrações para nos divertir. Uma das comédias sempre em cartaz é a missão que cada um tem na vida. Infelizmente eu só conhecia duas, a do nascer pra morrer e a missão de conseguir sobreviver sem enlouquecer. Os atores dessa comédia representam muitas outras missões de acordo com o enredo que eles têm em suas cabeças sendo de autoria de outros e às vezes até mesmo de autoria própria. Felizmente “são raros” os inocentes a acreditar que a comédia possa ser uma realidade. Para estes, talvez, o Hitler teve a missão de se desfazer de muitos e estes tiveram a missão de ser desfeitos. Entretanto, se tinham outras missões e elas foram interrompidas, com que cara ficou quem destinou tais missões para eles (risos)? Coitado, teve o trabalho de selecionar essas missões e um louco qualquer as fez desaparecer. Às vezes, numa recaída, quando penso se tenho uma missão caio numa gargalhada. Que missãozinha ridícula me foi destinada, talvez, equivalente ao meu merecimento. Mas, “falando” sério, todos tem uma missão, a de morrer sem saber de qual e de nenhuma missão a ter. Por falar em morte, ela é o desarmar da lona do circo excluindo-nos das atrações cômicas do picadeiro da vida apresentadas por seres humanos autores de tantos humores.



Altino Olímpio

Leia outras matérias desta seção
 » Se não fosse os outros...
 » Fluxo de sensibilidade
 » Será que a vida é uma ilusão?
 » A marca da besta
 » Convém não pensar
 » Adeus dia de Finados
 » Conversa ocasional
 » Por que viemos ao mundo?
 » O passado convive com o presente
 » Os traídos e os traidores
 » Os exagerados do Youtube
 » Os que não sabem são os que mais sabem
 » Brasil, fonte do saber
 » Seres humanos que muito irritam
 » A Torre de Babel brasileira
 » Pegando pesado
 » Pensamentos lúcidos
 » O diálogo entre um Ateu e um Espírita
 » O gostar de alguém sem o alguém saber
 » Má temática da vida

Voltar