16/02/2011
Mentiras são verdades

Quando se morre se sabe aonde se vai (cemitério), mas dizem que uma parte invisível não morre porque tal parte vai existir num mundo invisível onde só quem já é invisível consegue ver e isso é bem visível naqueles que por aqui são cadastrados nisso que é indizível, embora, tanto é dizível.

A diferença entre os sábios e os ignorantes é que os sábios são incertos sobre as verdades e os ignorantes sempre têm certezas.

Entre os que nada sabem e os que tudo sabem ficam outros que nada querem saber e talvez por isso tenham mais a ensinar.

Já disseram que a voz do povo é a voz de Deus, porém, diante de tantos disparates humanos isso foi um engano e mesmo absurdo só não decepcionando quem é surdo.

O “Amai-vos uns aos outros como vos amei” continua vigente como sendo lindas palavras.

Mais estão no envelhecer as tantas mentiras que se venha a reconhecer se quem envelhece nas mentiras não permanece.

Se pudéssemos ver as idéias inconcebíveis que existem nas cabeças dos seres humanos iríamos ter certeza de que vivemos num hospício.

Muitos dos que vivem por aqui pensam que depois de mortos serão salvos da morte e ela pode ser um retorno ao antes do nascer, apenas um nada ser.

Para se viver em paz com a sociedade não se pode falar verdade.

Quem é incapaz de distinguir o que seja verdade ou mentira viverá na verdade de que mais as mentiras farão parte de suas verdades.

Até a morte os homens ficam a acreditar em seus delírios e felizmente em suas covas terminam esses seus martírios.

Dizem que não existem seres adultos, apenas existem crianças grandes. Por isso, pelo que dizem e pelo que acreditam merecem mesmo indulto.

Dizem que ninguém vive sem ter ilusões. Pode ser verdade porque viver iludido parece ser mais divertido.

Altino Olympio



Altino Olímpio

Leia outras matérias desta seção
 » Conversa ocasional
 » Por que viemos ao mundo?
 » O passado convive com o presente
 » Os traídos e os traidores
 » Os exagerados do Youtube
 » Os que não sabem são os que mais sabem
 » Brasil, fonte do saber
 » Seres humanos que muito irritam
 » A Torre de Babel brasileira
 » Pegando pesado
 » Pensamentos lúcidos
 » O diálogo entre um Ateu e um Espírita
 » O gostar de alguém sem o alguém saber
 » Má temática da vida
 » Avenida Paulista amarelada
 » Tempo e a submissão a ele
 » Os simples e os gênios da humanidade
 » História apavorante
 » É proibido e pecado se suicidar
 » O castigo existe?

Voltar