13/10/2011
Padre Marcelo e o "desagato"

Padre Marcelo e o “desagato”

Então o padre não gosta de um dos filhos de Deus? Publicamente falou que os gatos são traiçoeiros. Coitado, o balé, a vaidade e a Santa Mídia devem mesmo ter-lhe subido à cabeça. Se o acesso ao local fosse proibido aos traiçoeiros, somente os cachorros poderiam ter acesso. Criaturas humanas seriam duvidosas para participar do evento. Mesmo o padre não poderia porque atraiçoou a Deus não gostando dos mais bonitos, brincalhões e dóceis filhos Dele. Sabe-se que as pessoas tidas como “formadoras de opinião” também muitas vezes soltam fezes pela boca e isso neste país não é novidade. Não mais surpreende a ingenuidade ou despreparo de pessoas influentes quando verbalmente manifestam suas idiossincrasias. Um presidente, por exemplo, vociferou sua predileção por um time de futebol. Isso foi uma comprovação de sua falta de ética para com os demais times, mas, o povo parece não ter percebido essa hoje tão “elogiável” aptidão brasileira. O padre seguiu o exemplo, entretanto, ele foi “massacrado” na internet por muitas pessoas inconformadas com o despejo de preconceitos contra os gatos. Ingênuas também, muitas delas querem que o padre se retrate. Pra que essa ilusão? Por acaso palavras (isso o povo adora) vai mudar o que o padre falou e modificar seus sentimentos pelos felinos? Claro que não! Para o padre o culpado de tudo foi o Noé. Por que em sua arca ele salvou do dilúvio um casal de gatos? Para os mais evoluídos, aqueles a pensar que os gatos são do demônio, principalmente os gatos pretos a “atrair coisas ruins” para quem os possui, o padre está correto. Se não fossem do demônio não iriam aparecer em filmes de terror. Resta dizer o seguinte. É impossível viver sendo triste neste mundo. As palhaçadas sempre estão a provocar risos nesses nossos cotidianos e rir é a melhor solução para nós enfrentarmos, se e quando tivermos os dissabores.

                                                                                                 Altino Olympio

 


Altino Olímpio

Leia outras matérias desta seção
 » Se não fosse os outros...
 » Fluxo de sensibilidade
 » Será que a vida é uma ilusão?
 » A marca da besta
 » Convém não pensar
 » Adeus dia de Finados
 » Conversa ocasional
 » Por que viemos ao mundo?
 » O passado convive com o presente
 » Os traídos e os traidores
 » Os exagerados do Youtube
 » Os que não sabem são os que mais sabem
 » Brasil, fonte do saber
 » Seres humanos que muito irritam
 » A Torre de Babel brasileira
 » Pegando pesado
 » Pensamentos lúcidos
 » O diálogo entre um Ateu e um Espírita
 » O gostar de alguém sem o alguém saber
 » Má temática da vida

Voltar