25/11/2011
Os desinformados se formam

Os desinformados se formam

A realização dos pais é terem seus filhos formados numa profissão rendosa. Não medem esforços para tê-los na faculdade. Nela eles se formam engenheiros, economistas, advogados, médicos, dentistas e etc. Pais e filhos, como são ingênuos. Que perda de tempo. Quanto gasto. Quanto sacrifício. Que sofrimento. Nesta semana numa conversa telefônica com um amigo psicólogo fiquei sabendo que uma sobrinha dele está faturando quatro mil reais semanais. O amigo até acrescentou: Ela ganha mais que psicólogo. De fato, ela soube escolher sua profissão. Não é daquela profissão só a esperar que os tapados invistam seus dinheiros. Ela é “taróloga”, sim, ela lê as cartas do tarô e assim descobre o azar ou sorte das pessoas. Pelas cartas do tarô ela também deve orientar o proceder das pessoas para elas resolverem seus problemas. Isso sim é que é profissão. É disso que o Brasil precisa para evoluir seu povo. Pessoas que frequentam cartomantes estão na vanguarda do progresso mental. Conversar com elas, então, equivale há anos de estudo numa universidade. Em época de eleições, se os candidatos fossem questionados nas e pelas tarólogas, nenhum desonesto seria eleito. Elas nunca erram. Examinando as cartas conforme desembaralhadas para qualquer consulente, as tarólogas têm um dom místico ou esotérico para ler no astral, ou, no plano espiritual, todo o histórico da consulente, seu destino e etc. então, tudo é para acreditar. É raro alguém sair descontente de uma consulta dessas. É mais empolgante que os programas de televisão dos fins de semana. Pais e filhos acordem para o sucesso de suas vidas. As abstrações são mais eficazes e mais rendosas. Mais rico é quem mais possui abstrações e, além disso, as conversas com quem as possui é muito mais agradável e proveitosa.

                                                                                          Altino Olympio


Altino Olímpio

Leia outras matérias desta seção
 » Somos o que pensamos?
 » Se não fosse os outros...
 » Fluxo de sensibilidade
 » Será que a vida é uma ilusão?
 » A marca da besta
 » Convém não pensar
 » Adeus dia de Finados
 » Conversa ocasional
 » Por que viemos ao mundo?
 » O passado convive com o presente
 » Os traídos e os traidores
 » Os exagerados do Youtube
 » Os que não sabem são os que mais sabem
 » Brasil, fonte do saber
 » Seres humanos que muito irritam
 » A Torre de Babel brasileira
 » Pegando pesado
 » Pensamentos lúcidos
 » O diálogo entre um Ateu e um Espírita
 » O gostar de alguém sem o alguém saber

Voltar