15/12/2014
Passeata invisível

Então, dia quinze de novembro de dois mil e quatorze, feriado, houve uma passeata favorável ao rumo político do nosso governo e a Mídia nada divulgou nada televisionou? Procurei em todos os canais de televisão e, nada. Apelei até ao programa do Datena da TV Bandeirantes, pois, ele como é muito macho (até parece) não deixaria os seus telespectadores desinformados sobre a passeata. Mas, qual o que, nem ele a transmitiu em seu programa. O helicóptero utilizado para gravar imagens do alto, talvez estivesse deslocado para outros lugares por onde não houve passeata e por isso nada gravou dela. Se bem que, gravar enchentes é mais importante. Lá de Brasília, também, ninguém ficou sabendo da passeata, pois, como escrito acima, a Mídia nada divulgou, ela que não tem o “rabo preso” e freneticamente é favorável à liberdade de expressão. O povo nas ruas só esteve manifestando sua gratidão pelos acertos da política governamental, inclusive, ausente de corrupção. Quanto à Mídia é preciso considerar que, televisionar a passeata prejudicaria muito sua programação diária, como, noticiários sobre o futebol e principalmente as novelas que é o melhor meio de instrução da elite brasileira. Por essas e outras, a passeata foi mesmo só um passeio feliz.

                                                                                                          Altino Olympio 



Leia outras matérias desta seção
 » Fim de domingo
 » Mas que falta de consideração
 » Nada como poder falar e aparecer
 » Minhas andanças por ai
 » Agora temos contatos, mas não com tatos
 » Quem sabe, sabe e conhece bem
 » A enganação parece eterna
 » A grande fraternidade branca
 » Os dias que sempre nos esperam
 » Frases ou lembranças que me chegam
 » O paraíso perdido
 » Penso, logo existo. jargão antigo
 » Os ladrões do tempo
 » A sacanagem não muda
 » Para os que não pensam pensarem
 » Não é tudo que o tempo modifica
 » O braço direito do homem
 » O inexplicável sentido da vida
 » Tempos e contratempos
 » Raciocinar cansa muito

Voltar