31/03/2015
Você não é você

Você não é você

Você é tudo o que fizeram de você.
Desde o seu nascer e durante o seu viver
Você só esteve a aprender o que lhe foi ensinado.
De ti mesmo o que você aprendeu?
Nada! Aprendeu só o que dos outros aprendeu.
Você pensa que tem seus pensamentos
Mas, todos eles já foram pensados por outros.
Pensamento seu seria se fosse único, original
E de original sei que nenhum pensamento você tem ou teve.
Pensamentos ainda impensados nunca lhes ocorreram.
O que você aprendeu que outros não tenham aprendido?
Nada! Tudo o que você sabe é de domínio público.
Vale à pena dar-se a entender de sabido para outros
Com o que já é sabido por muitos deles?
Você quando está pensando que você é você
Nem desconfia que tu sejas uma imitação.
Tudo o que quer ou que não quer
Já foi o querer e o não querer de outros.
Quem seria você se desaprendesse tudo o que dos outros aprendeu?
Você seria uma nulidade corporal sem qualquer expressão.
Não existe alguém que seja alguém por si só.
Se existisse seria um alguém sendo ninguém.
Entretanto, você é você de verdade, mas, corporalmente.
Tua fisionomia é própria e diferente dos demais
Tens um nome e quando o ouve você diz: sou eu.
Sendo assim você é mesmo você.
Mas, não fale nada, se contenha, porque...
Iria me falar de fatos que outros já estão fartos de falar.

                                                                 Altino Olympio



Leia outras matérias desta seção
 » Fim de domingo
 » Mas que falta de consideração
 » Nada como poder falar e aparecer
 » Minhas andanças por ai
 » Agora temos contatos, mas não com tatos
 » Quem sabe, sabe e conhece bem
 » A enganação parece eterna
 » A grande fraternidade branca
 » Os dias que sempre nos esperam
 » Frases ou lembranças que me chegam
 » O paraíso perdido
 » Penso, logo existo. jargão antigo
 » Os ladrões do tempo
 » A sacanagem não muda
 » Para os que não pensam pensarem
 » Não é tudo que o tempo modifica
 » O braço direito do homem
 » O inexplicável sentido da vida
 » Tempos e contratempos
 » Raciocinar cansa muito

Voltar