19/06/2017
Brasileiro desiludido

Como nestes tempos

É triste ser brasileiro

Vendo o meu país

Cheio de trambiqueiros

Nossos políticos então

Muitos são tão sem graça

Que mais são a desgraça

Para esta nossa nação

Tendo político tão ladrão

Muitos estão numa lista

Considerados comunistas

Enganam até a família

Dizendo ser da democracia

Tantos são tão astutos

Para serem tão corruptos

Nunca sentem vergonha

Por viverem de barganha

E como são traidores

De tantos de seus eleitores

Já nem sei se são minoria

Que não sejam da maioria

Se às vezes são delatados

Por serem mesmo safados

Nem sempre são cassados

Podem até ficarem presos

Não mais se fica surpreso

Se algum juiz considerá-los

Inocentes para solta-los

A mídia aponta os deslizes

Praticados por alguns juízes

Quando os julga errados

Tendo-os como desajuizados

Já falaram que em absolvição

Alguns violam a constituição

O enganado sempre é o povo

Sempre ele é que é o bobo

Aqui não é mais aconchego

É a crise do desemprego

Pra milhões é só desespero

Culpa de governo traiçoeiro

O Brasil parece estar perdido

Pelo existir de tanto bandido

Piores são aqueles de terno

Parece que vieram do inferno

Sempre estão de gravata

Para exteriorizarem bravatas

Algumas mulheres do Senado

Às vezes com humor enfezado

Protegem com muita emoção

Quem já devia estar na prisão

Que vergonha para o Estado

Os empresários safados

Compram até deputados

E isso já foi comprovado

Conforme já foi divulgado

Tudo estaria para se discordar

Se algum dia o povo acordar

Com mais força para reclamar

O Brasil para sair dos atoleiros

É preciso convocar brasileiros

Que sejam honestos e decentes

E impedir ladrões presidentes

Sempre reclamar é uma batalha

Para se livrar dos canalhas

O que até agora tem acontecido

Para o povo é imerecido

E ele muito se sente traído

Ele vive agora desiludido

De ter acreditado em partidos

Partidos políticos repartidos

No absurdo de serem abundantes

Por isso nos são decepcionantes

Parece que representam o papel

De uma moderna Torre de Babel

Já os assisti pela TV do Senado

E pela da Câmara dos deputados

Felizmente por lá têm coerentes

Mas nem todos os expoentes

Preocupam-se com as verdades

O que exibem são suas vaidades

 

Altino Olympio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Leia outras matérias desta seção
 » Nós, os Adãos de todos os tempos
 » Brincando com a vida
 » O pesadelo terminou num sonho bom
 » Moda que incomoda
 » Mundo perverso
 » Salto para a vida
 » O melhor programa de televisão
 » Foram bilhões que desapareceram antes
 » A reputação morreu
 » O prevalecer dos enigmas
 » Essas crianças grandes...
 » Dia dos mortos alegre para os vivos
 » Os Anjos da Guarda
 » Neste mundo tem gosto pra tudo
 » Morrer e renascer
 » Vivências inquietantes
 » A ciência e a inconsistência
 » Reencontros parentescos
 » Dispensar pensamentos
 » O mundo e a humanidade

Voltar