07/08/2017
Mundos opostos

Existem dois mundos diferentes. Um é o do povo trabalhador e o outro é o da política. O mundo do povo sustenta o mundo da política e o mundo da política que só se sustenta não sustenta o que promete para o povo. Mas, felizmente, não atrapalha a alegria do pão e circo que existe para o mundo do povo. E este que vive sem regalias, amestradamente elege quem vai ter as regalias que ele nunca terá. Isso é o altruísmo do dar sem querer receber.

 

Entre esses dois mundos, o mais atrativo é o mundo da política. O mundo do povo assiste ao mundo da política como se ele fosse repleto de artistas, cujas atrações “contagiantes” seus galãs diariamente as interpretam em jornais, em estações de rádio e em canais de televisão. O mundo da política não assiste ao mundo do povo, pois, este é desprovido de artistas e de atrações que possam interessar e por isso ele fica sem assistência. Outras diferenças só existem neste planetinha movido pela “liberdade, igualdade e fraternidade”, cujas “práticas” possam ser contidas por aqui.

 

Altino Olympio

 



Leia outras matérias desta seção
 » Zumbido nos ouvidos
 » Mundo conturbado pelos que não evoluíram
 » Desinformação e distorção da verdade
 » Chegando ao começo do fim da vida
 » Nada de novo sob o sol
 » Quando havia fascinação
 » Nossos heróis morreram e outros não nasceram
 » Quem é você leitor?
 » Clube da Terceira Idade de Caieiras
 » Comparação decepcionante
 » Passeio do viver interior
 » Entrada provisória e saída temporária
 » A redundância só irrita
 » Cinemas antigos:Aquele mundo romântico acabou
 » Como era verde o meu vale
 » O viver é a viagem para o morrer
 » Percepção extrassensorial ou sexto sentido
 » Os acasos são os casos inesperados
 » A proteção desprotegida
 » Cinema paradiso de Caieiras

Voltar