19/08/2017
Mundos em crise

Nesta época de tantas tribulações o mundo se vê num “mato sem cachorro”. Por aqui no Brasil o problemão está na Previdência Social. Por quê? Porque logo vão existir muito mais inativos aposentados do que trabalhadores ativos, estes que, com suas contribuições sustentam com numerário a previdência para que ela “sustente” os seus inativos. No outro mundo também existe crise. Consultando pesquisas, embora elas não sejam exatas, fica-se sabendo que sempre nasce mais gente do que morre. O prejuízo é muito maior do que o lucro. O prejuízo é a quantidade insuficiente de espíritos para reencarnarem nas pessoas que sempre nascem ou renascem.

Por isso, parece que, nasceram muitos sem espírito (alma). Sem essa “essência” espiritual o ser humano só comete erros que venham a prejudicar outros. Por “falar” em erros, quase todos nós já sabemos que, os políticos que legislam as leis para nós e... Puxa-vida, estes dias sem sol e nublados são tão “chatos”... É preciso tomar algum cuidado, porque, eles podem induzir quem pensa e escreve a pensar e a escrever muitas besteiras.

 

Altino Olympio



Leia outras matérias desta seção
 » As lendas sobre o homem do passado
 » Puxão de orelha
 » O homem, suas ilusões e fantasias
 » Costumes sagrados interrompidos
 » O túnel do tempo
 » Mas que vida engraçada
 » Cada dia uma para encher o saco
 » Durante a pandemia a ociosidade faz pensar
 » Somos prisioneiros do tempo
 » Achismos incoerentes
 » Governador de São Paulo e a China
 » A mulher muito bonita
 » O desabafo da amiga
 » Quem procura encontra?.
 » Sabedoria popular
 » Flor que não se cheira
 » O que é a Quaresma
 » O tempo passa e nada muda
 » O futuro do passado
 » Música La Paloma e sua tristeza

Voltar