27/12/2017
Entrevista com o Filósofo (Altino Olympio)

Depoimento incontestável dado a Edson Navarro

Entrevista exclusiva concedida ao Jornal A Semana pelo Filósofo Altino Olympio

JAS: Se você pudesse mudar algo em você mesmo, o que seria?

Pra que pensar nisso se cada um sempre volta a ser o que é (risos).

Quais são as cinco coisas mais importantes na sua vida?

Nascer, crescer, viver, comer e morrer (risos)

Quais são seus principais objetivos na vida?

Agora nenhum, pois, sinto a vida já definida com o como sou e com o que tenho, quase nada (risos)

Qual é o seu trabalho dos sonhos?

Nos meus sonhos nunca me apareceu o trabalho dos meus sonhos, então...

Quanto tempo durou o seu relacionamento mais longo?

Depois de viúvo o último perdurou por doze anos. Ela gostava muito de baile.

Se um gênio lhe concedesse três desejos, quais seriam?

Neste momento... 1- destruir os políticos corruptos. 2- acabar com a violência 3- acabar com as doenças

Se você pudesse se aposentar amanhã, o que você faria mais tarde?

Já sou aposentado e trabalho para não fazer nada até bem tarde.

Se você pudesse acordar amanhã com qualquer superpoder, qual seria?

Sumir da humanidade que enlouqueceu (risos)

Qual foi a coisa mais sortuda que já aconteceu com você?

Talvez ter conhecido a esposa que eu tive.

Qual foi o melhor conselho que alguém já lhe deu?

No emprego de quando eu ainda tinha 14 anos o chefe disse: Aqui nós fazemos fofocas de todo o mundo que conhecemos e ao picotar o cartão para ir embora você esquece tudo, fica de boca fechada (risos).

Ao crescer, qual era o seu jogo favorito?

Futebol de salão que pratiquei até aos 50 anos de idade

Se você pudesse viver em qualquer lugar, onde seria?

Dizem que o melhor lugar é lá no céu, mas não sei como se vai pra lá.

Qual foi o seu melhor aniversário de sempre?

Ah não ligo para essas coisas egocêntricas.

Quando você era pequeno, o que você sonhou de ser quando crescesse?

Ora bolas, ser grande, ser um homem

Qual foi o seu pior emprego?

Foi num escritório de engenharia de um japonês que me tornou “chefe”, mas o meu dever era contar pra ele tudo o que se passava no escritório, inclusive com era a vida particular dos desenhistas. Como nunca contei nada ele tanto me perseguiu que só me livrei dele pedindo a minha demissão.

Que característica secreta você tem?

Secreta nenhuma. Mas tenho a de desacreditar em fatos que não se sustentam.

Qual foi o melhor presente que você já deu a alguém?

Talvez o melhor presente tenha sido a minha presença (risos)

Qual foi a coisa mais constrangedora que aconteceu com você na escola primária?

Agora me lembro de quando falei pra professora no primeiro ano o seguinte: Dona Marinêis o Zé qué mijá. E ela respondeu: Menino, não se diz mijá, se diz urinar. Então falei pro Zé: Vai lá urinar Zé. Aproveita e dê aquela mijada.

Existe algo que você sempre sonhou em fazer por um longo tempo? O que o impede de fazê-lo?

O tempo logo passou e não lembro se sonhei com alguma coisa.

Se você soubesse que em um ano você iria morrer de repente, você mudaria alguma coisa sobre a maneira que você está vivendo agora? Se sim, o quê?

Não mudaria nada e até lá continuaria com minhas reflexões

Se você pudesse fazer uma viagem de um mês em qualquer lugar do mundo, e dinheiro não era uma consideração, para onde você iria? O que você faria lá?

Iria pro Tibete visitar a Grande Fraternidade Branca que é invisível (risos).

Se você tivesse um dia em sua vida para viver mais, o que você escolheria e por quê?

Escolheria aguardar a morte chegar sozinho sem ter visitas chatas (risos).

Qual você acha que foi a melhor decisão que você fez em sua vida até agora?

Foi livrar-me das ilusões e das abstrações

Se você pudesse mudar alguma coisa sobre a maneira como você foi criado, o que seria?

Nada mudaria porque o como fui criado correspondeu com o como sou agora.

Qual foi a decisão mais arriscada que você já fez na sua vida? O que fez o risco tão grande?

Foi ter nascido com o risco de sofrer por não ter escolhido onde. (risos).

Qual foi o ponto alto do mês passado?

Aqui no Brasil e em São Paulo foi o Pico do Jaraguá

Qual é a coisa que você mais gosta em você?

Depois que conseguir me conhecer eu respondo.

O que, seja o que for, seja demasiado sério para se brincar com o assunto?

Nada considero tão sério que me faça evitar brincar.

Se você estivesse garantido de respostas honestas a qualquer uma das três perguntas, a quem você perguntaria, e o que você pediria?

Não sou de perguntar e nem de pedir.

Se você tivesse que acordar amanhã de manhã ao saber que as manchetes de todos os grandes jornais eram sobre você, o que você gostaria que dissessem sobre você?

Que eu morri sem decifrar os mistérios da vida e que não me encham o saco.

Que qualidades você mais valoriza em seus amigos?

Sou de poucos amigos, mas tenho muitos conhecidos. Valorizo as conversas que dão para aproveitar alguma coisa.

O que você costuma fazer todos os dias depois do trabalho?

Quando trabalhava eu só acostumava voltar para casa.

O que o atrai menos no sexo oposto?

Mulher muito ciumenta e mandona.

Você gosta de se vestir de forma casual ou formal? Uma boa noção de moda é importante para você?

Sim e não, mas não gosto de usar jeans

Qual é a pessoa em sua vida que você mais admira?

Atualmente nenhuma e não sou dado a ter ídolos.

Que pessoa famosa (morto ou vivo) você admira muito? Por quê?

Lembrei-me agora do Arthur Schopenhauer. Ele esmiuçou o que é a vida

Você gosta de vídeo games?

Não, não e não.

Você é espontâneo ou você gosta de planejar as coisas?

Espontâneo dependendo de que são as coisas (risos)

Você tem alguma memória de infância que o faz sorrir cada vez que você pensa nela?

Sim várias. Mas lembrá-las me vejo como fui um menino travesso.

Com quem você fala quando você está tendo um momento difícil no amor?

Não tenho essa fraqueza quase genérica (risos)

Quando sua parceira faz algo que você não gosta, você diz a ela?

Sou viúvo e não tenho parceira, mas, quando tinha pouco reclamava dela porque deixo as pessoas viverem.

Qual é a sua paixão atual na vida?

Viver tranquilamente sem aborrecimentos, coisas difíceis hoje em dia.

Você é próximo de sua família?

Claro que sou, pois, moro com filhas e netos. Se morasse longe... (risos).

Você é uma pessoa do dia ou da noite?

Mais sou das noites e das madrugadas porque isso evita as interferências dos seres humanos que atualmente só aborrecem quem deseja ficar quieto (risos).

 

Altino Olympio

 



Leia outras matérias desta seção
 » O viver é a viagem para o morrer
 » Percepção extrassensorial ou sexto sentido
 » Os acasos são os casos inesperados
 » A proteção desprotegida
 » Cinema paradiso de Caieiras
 » Os pagadores de promessas
 » Constatações
 » Vende-se uma cama de prego usada
 » Quem é o que é sempre será o que é
 » As amigas intolerantes
 » A medicina comestível
 » A vida e o mundo são apenas sonhos de aventuras
 » Coisas de País de primeiro mundo
 » A vida é engraçada quando não é trágica
 » Pra que falar se ninguém quer escutar
 » Conflito com as ilusões
 » Quanto mais se vive menos se aprende
 » A eterna desigualdade humana
 » Somos conforme são os nossos pensamentos
 » America latrina em destaque

Voltar