21/08/2018
A consciência viajante

Copiei de um livro antigo um trecho que me fez refletir sobre a possibilidade da consciência evoluir. Eis o trecho: “A consciência humana se expande abrindo-se a conhecimentos outros que transcendem o seu acúmulo interior, como aqueles que estejam além deste plano terreno ou físico”. Muito interessante! Mas, qual seriam os conhecimentos de outro plano de existência que seriam transcendentes para o expandir dela? A não ser pela imaginação, como se pode perscrutar com a consciência conhecimentos que estejam além deste mundo e que parecem ser inacessíveis?

Ainda não é conclusiva a continuação de uma existência depois desta para que a consciência possa “viajar” por ela para se expandir ou evoluir. É sempre preciso ter precaução quanto ao que se lê ou ao que se ouve para evitar ser iludido com o que seja abstração e ilusão. Quanto ao trecho do livro em questão acredito ser um paradoxo o evoluir da consciência pelos “locais” donde ela não tem acesso e nem sucesso (risos).


Altino Olympio

Leia outras matérias desta seção
 » Fluxo de sensibilidade
 » Será que a vida é uma ilusão?
 » A marca da besta
 » Convém não pensar
 » Adeus dia de Finados
 » Conversa ocasional
 » Por que viemos ao mundo?
 » O passado convive com o presente
 » Os traídos e os traidores
 » Os exagerados do Youtube
 » Os que não sabem são os que mais sabem
 » Brasil, fonte do saber
 » Seres humanos que muito irritam
 » A Torre de Babel brasileira
 » Pegando pesado
 » Pensamentos lúcidos
 » O diálogo entre um Ateu e um Espírita
 » O gostar de alguém sem o alguém saber
 » Má temática da vida
 » Avenida Paulista amarelada

Voltar