20/03/2019
Somos todos irmãos, mas, nem tanto assim

Não é “conveniente pensar” porque pensar pode desvendar idéias que não correspondam à realidade. E não são poucas as idéias que são apenas idéias, no mais, sempre provenientes das imaginações humanas. Convenhamos, dizem que todos nós somos irmãos porque somos filhos do mesmo pai, aquele que está no céu. Embora todos sejamos irmãos nós nos desconhecemos. Quando estamos numa cidade grande e bem movimentada, é comum até nos esbarrarmos com alguém que não conhecemos. E nós nem nos importamos com quem nos esbarramos e nem ao menos observamos quem seja. Aliás, nem nos interessam saber quem seja tal alguém.

 

Comparativamente é como se estivéssemos numa selva e tivéssemos esbarrado com uma árvore. Não iríamos parar para querer saber quem é tal árvore. Caminhando pela mata iríamos só prestar atenção para não trombarmos com as árvores que estivessem em nosso caminho. A mesma coisa acontece quando estamos numa grande cidade e prestamos atenção para não dermos trombada com alguém que esteja em caminho contrário. Árvores e seres humanos que nunca vimos nos são a mesma coisa, isto é, não nos importamos com eles, nem queremos saber quem e como são. São apenas obstáculos que devemos evitar para não nos atrapalhar (risos).

 

Mas, se todos somos irmãos porque muitos pais aconselham os seus filhos a nunca conversarem com estranhos? Se formos todos irmãos, como dizem as religiões, porque precisamos trancar as entradas de nossas casas com fechaduras, cadeados, muros eletrificados, câmeras de televisão e etc.? Alguma coisa não está coerente com outra (risos). Será que os nossos irmãos são perigosos? Será mesmo que os próximos são sós aqueles que estão próximos a nós, como, os parentes, os amigos e os conhecidos? Será que os estranhos e desconhecidos não nos são próximo também só porque são e estão tão distantes? Confesso que me sinto confuso.

 

Será que os avôs, os pais, os filhos e os netos também são irmãos? Se como dizem, que, todos somos filhos do mesmo pai, então... Importante mesmo é que não é bom pensar. Mas, quem pensa “vê” que não compensa querer dissuadir quem não pensa (risos). Entretanto somos irmanados sim! O carnaval e a Seleção Brasileira de Futebol nas Copas do Mundo comprovam isso (risos). Nas eleições de políticos também percebemos a “irmandade e afinidade” que existe entre eles e entre eles e o povo.

 

Altino Olimpio

 



Leia outras matérias desta seção
 » Carnaval e mulheres bonitas
 » A missão na Vida
 » A incógnita continua
 » A reencarnação
 » Recordar é reviver
 » O melhor amigo vai chegar
 » Coisas da vida
 » A raça preferida
 » Detector de mentiras mundial
 » Espetáculo inesquecível
 » Os bons princípios dos velhos anos novos
 » O Marcolino
 » Que tal o Natal de agora?
 » Nenhuma praça havia
 » Somos o que pensamos?
 » Se não fosse os outros...
 » Fluxo de sensibilidade
 » Será que a vida é uma ilusão?
 » A marca da besta
 » Convém não pensar

Voltar