29/11/2019
Será que a vida é uma ilusão?

Nesse mundo que vemos e onde vivemos pode não ter a realidade em que pensamos ter. A principal ilusão é a do estarmos aqui e depois não estarmos mais. Que vida é essa em que temos os nossos “sonhos” de realizações, nossas reflexões, nossos ideais, nossos desejos, nossos prazeres, o nosso pensar no que seja profundo para o viver, pra depois tudo se transformar em nada? Mesmo antes do último suspiro e do último dia chegar, velhos como ficamos já ficamos sendo um “peso morto”, isto é, um incômodo para a sociedade que requer para seu meio quem ainda tenha capacidade para trabalhar e de ser explorado.

Talvez a vida não seja ilusão se ela for de verdade um preparo para a morte, como muitos acreditam. Mas, esse acreditar “vem bem a calhar” para amenizar o medo que todos têm da morte. Acreditando que a alma (popularmente ela é entendida como sendo sinônimo de espírito) seja imortal, isso, faz com que o temor da morte seja atenuado. Se essa idéia da “vida” da pós-morte física não existisse, o tormento seria inconsolável. Sim, se ela fosse encarada como o fim de tudo. Entretanto, a morte não é considerada como sendo o fim de tudo, pois, existem os rituais religiosos de envio das almas “dos mortos” para o outro mundo, o mundo espiritual.

Mas, este texto aborda a dúvida se a vida é ou não uma ilusão. Muitos acreditam que a morte seja uma passagem para o outro mundo. Tem quem acredita que a verdadeira “vida” não é esta da qual vivemos encarnados e sim a de quando estaremos desencarnados. Onde está escrito que depois de morrermos, se merecermos, eternamente viveremos ao lado de Deus? Baseando-se nos que acreditam que esta nossa vida não é a verdadeira e sim a outra, pode-se concluir que a vida aqui é uma ilusão. Como escrito no início deste texto, se “nada leva a nada” tudo então será mesmo ilusão?

Os pensamentos são as causas de todos os conceitos, idéias ou argumentos que os seres humanos inventaram para desvendar os mistérios que eles mesmos trouxeram ao pensamento, que, sem comprovações podem ser ilusões. Entretanto, se a vida for mesmo uma ilusão não há como se livrar dela. Ela e a ilusão são as “realidades” do nosso viver (risos). Quando nossos pais tiveram o descuido ou a ilusão (risos) de nos trazerem para este mundo tão confuso, eles também viviam de ilusões. Hoje muitas delas até são conhecidas por aqueles que “mais tem os pés no chão” e por isso se dispensa citá-las aqui. Não acredito se eles já cogitavam se a vida era ou não uma ilusão. O sentido da vida sempre mais tem sido o “ter prazer” do que o evoluir, por isso, hoje se sabe como está à situação da humanidade.

 

Altino Olimpio



Leia outras matérias desta seção
 » A enganação parece eterna
 » A grande fraternidade branca
 » Os dias que sempre nos esperam
 » Frases ou lembranças que me chegam
 » O paraíso perdido
 » Penso, logo existo. jargão antigo
 » Os ladrões do tempo
 » A sacanagem não muda
 » Para os que não pensam pensarem
 » Não é tudo que o tempo modifica
 » O braço direito do homem
 » O inexplicável sentido da vida
 » Tempos e contratempos
 » Raciocinar cansa muito
 » Se formos o que pensamos...
 » As lendas sobre o homem do passado
 » Puxão de orelha
 » O homem, suas ilusões e fantasias
 » Costumes sagrados interrompidos
 » O túnel do tempo

Voltar