03/12/2019
Fluxo de sensibilidade

Naquele dia pessoas diferentes parecendo indiferentes caminhando pela cidade, cada uma com seus pensamentos diversos sem pensar que pertencem ao universo iam de um lado a outro passeando pelo comércio ,se encontrando com pessoas desconhecidas e todas com suas idas ou vindas para algum lugar de suas necessidades naqueles momentos em que suas vidas mais estavam distraídas com o que iam fazer ou se só estavam caminhando por prazer sentindo-se num laser quando por coincidência chegaram naquela praça sem saber que logo iriam sentir toda a graça da permanência nela provocada pela surpresa inesperada que pareceu substituir o compasso do tempo pelo compasso de uma música que uma orquestra “improvisada” entoou para as pessoas que lá se acumularam, eram aquelas que caminhavam distraídas e naquela praça ficaram abstraídas envolvidas pela melodia inesperada daquele dia e se antes cada um estivera pensando em si a música provocou-lhes o se esquecer e por momentos até ficaram suspensos os seus pensamentos quando seus olhos e os ouvidos estiveram tão atraídos, perdidos num fluxo de sensibilidade poucas vezes sentida querendo mostrar que a felicidade às vezes pode ser sentida embora para sempre não possa ser contida e os músicos com seus instrumentos musicais diferentes, quando unidos musicalmente se manifestam é aparente como reina a harmonia e assim naquele dia naquela praça teve boa música de graça e quem estando lá a ouviu sentiu toda a emoção no palpitar do coração.

Altino Olimpio

https://www.youtube.com/watch?v=IsF53JpBMlk



Leia outras matérias desta seção
 » Fim de domingo
 » Mas que falta de consideração
 » Nada como poder falar e aparecer
 » Minhas andanças por ai
 » Agora temos contatos, mas não com tatos
 » Quem sabe, sabe e conhece bem
 » A enganação parece eterna
 » A grande fraternidade branca
 » Os dias que sempre nos esperam
 » Frases ou lembranças que me chegam
 » O paraíso perdido
 » Penso, logo existo. jargão antigo
 » Os ladrões do tempo
 » A sacanagem não muda
 » Para os que não pensam pensarem
 » Não é tudo que o tempo modifica
 » O braço direito do homem
 » O inexplicável sentido da vida
 » Tempos e contratempos
 » Raciocinar cansa muito

Voltar