30/05/2020
O túnel do tempo

Sempre pensei que as viagens através to tempo, para o passado ou para o futuro fosse mesmo ficção. Já li vários temas sobre isso, inclusive de cientistas formados pela Faculdade de Deliriolópis dizendo que tais viagens eram possíveis, sim. Parece, conforme eles escrevem em revistas científicas que, voltar ao passado ou ir para o futuro é possível. Impossível mesmo é viajar pelo presente quando ele está contaminado por vírus e que, para fugir da pandemia, só mesmo indo para o passado ou para o futuro donde não tem vírus. Mas, confesso que me enganei. É possível, sim, além das viagens pelo tempo, fazer com que ele mude de lugar.

Jamais pensei que essa magia fosse acontecer num país agrícola repleto de bananas. Está acontecendo e todos já sabem. Estão utilizando o túnel do tempo para trazer dias feriados, do futuro (embora não tão distante) para este presente. Referindo-se ao feriado do dia nove de julho, trazendo-o para este presente, isso fará que no mês dele fique faltando um dia. Essa mágica tem a ver com o prolongar da quarentena por causa da pandemia... Atual.

Se alguém, nem digo quem, for lá pro futuro buscar o Feriado da Independência, dia sete de setembro, para também trazê-lo para o agora, até dá pra imaginar o que poderia ocorrer. No desfile militar, por causa do medo do vírus, só uns poucos iriam comparecer. Talvez o presidente, por obrigação, viesse a comparecer. Mas, descuidado como é, ele poderia vir sem máscara de proteção e “iria roubar a cena”, pois ninguém mais olharia para o desfile militar e só olhariam pra ele e dizendo: Avisem a Rede Globo! Se ele fosse sofrer um escorregão e sem querer falasse um palavrão (coisa que nenhum brasileiro fala) quem estaria presente logo diria: Avisem a Rede Globo! Informem os jornais! As rádios também.

Se existisse mesmo uma máquina ou túnel do tempo, com certeza muita gente iria querer buscar o passado saudoso e trazê-lo para este presente que muito deixa a desejar. Políticos hipócritas e desonestos, internet, facebook, Instagram, Whatsapp, Telemarketing, videogame, noticiários e etc. tudo isso diariamente martelando dentro das cabeças das pessoas que se expõem a essas recepções. Pergunta-se: Por tudo isso, quantas pessoas normais ainda existem no mundo? “Oh que saudades do luar da minha terra; Lá na serra branquejando; Folhas secas pelo chão; Este luar cá da cidade tão escuro; Não tem aquela saudade; Do luar lá do sertão...”

Altino Olimpio

 



Leia outras matérias desta seção
 » A enganação parece eterna
 » A grande fraternidade branca
 » Os dias que sempre nos esperam
 » Frases ou lembranças que me chegam
 » O paraíso perdido
 » Penso, logo existo. jargão antigo
 » Os ladrões do tempo
 » A sacanagem não muda
 » Para os que não pensam pensarem
 » Não é tudo que o tempo modifica
 » O braço direito do homem
 » O inexplicável sentido da vida
 » Tempos e contratempos
 » Raciocinar cansa muito
 » Se formos o que pensamos...
 » As lendas sobre o homem do passado
 » Puxão de orelha
 » O homem, suas ilusões e fantasias
 » Costumes sagrados interrompidos
 » O túnel do tempo

Voltar