10/04/2023
Na escola da vida

Sentada no fundo da sala dessa escola, eu posso observar melhor como os demais alunos correspondem aos ensinamentos diários. Dona Vida, a professora, sempre atenta,  não perde um só movimento de seus inquietos discípulos.
Eu, aluna já com uma idade mais avançada, tenho percebido que as lições desde a mais tenra idade, se repetem e repetem… que coisa irritante, será que essa mestra não percebe que já deu essa lição?

Sim, ela sabe e para cada aluno o mesmo ensinamento se repetirá quantas vezes forem necessárias até  o desatento aprendiz entender onde é que ele está errando. Dona Vida não ensina o resultado da equação… seremos nós, os alunos que teremos que chegar até ele achando o “pulo do gato”.
Aí sim, você passa de fase e começará tudo de novo, até aprender a nova tarefa.

Eu estou numa fase de fundo de sala, onde posso enxergar melhor os desacertos de cada um, querendo até ajudar, mas Dona Vida não deixa. O meu aprendizado não pode ser transmitido a não ser que o outro aluno peça ajuda , porque como diz o velho ditado “experiência não se transmite, se adquire”.

E quando as lições chegam para a turma do fundão, que acha que já sabe de tudo, lá vem Dona Vida mostrando que não sabemos quase nada, e que ainda "quebramos  a cara”.

Para os jovens costumamos olhar com sutileza, com tolerância porque eles ainda estão cursando os primeiros anos dessa escola da Dona Vida, mas o que tenho visto nesses alunos de hoje em dia, é que muitos deles estão desatentos do mundo real, vivendo num mundo abstrato de telas. Pobre juventude desses tempos, como tem sido difícil não sucumbir às tentações que os levam para os tortuosos caminhos do túnel da ilusão.
É aí que a professora clama pelos pais: “cuidem melhor de seus filhos”.

Mas a vida sempre se renova, então quando cruzamos o olhar com o sorriso inocente de um bebê, sentimos a ternura, a esperança, e seguimos em frente com nosso passo lento, mas com a sensação de uma vida vivida e com algumas lições aprendidas.

Vida que segue. 

Selma.



Leia outras matérias desta seção
 » Doces Lembranças
 » A Bisa e os cueiros
 » A danada
 » Sonhos de um palhaço
 » Engripou o motor
 » Jogando esterco no mundo
 » Ação e Reação
 » O amor venceu
 » Viagem na máquina do tempo
 » Na escola da vida
 » Parte de quem parte,fica!
 » Nostalgia mineira
 » Para você amiga Lùcia
 » Rabo verde
 » É Natal ?
 » Você está aí velhinho ?
 » Para minhas flores
 » Sem limites para sonhar
 » Uma noite no cemitério
 » Mostrando as caras

Voltar