10/11/2017
Triste sina...

Triste sina de uma menina, que já veio ao mundo fruto de amor de esquina, proibido, mal falado, mal fadado.

Triste sina da menina que foi escondida pelos panos da vida, para calar a boca de quem podia de uma forma cínica, estragar os planos dos dois amantes da esquina.

E assim foi a vida da menina, jogada de cá pra lá, de lá pra cá, conforme convinha aos tolos amantes da esquina, achando que escondido o fruto, estaria salvo o ventre de triste sina.

Frágil criança pequenina, dava até a esperança que não conseguiria sequer levar adiante sua triste vida, sua triste sina.

Frágil, porém firme.

Pequena, porém forte.

E os tratos e maus tratos fizeram dela a criança dura como pedra, de envergadura enrijecida pelo aço daqueles que não conhecem o amor...

De lar em lar, um dia encontrou seu par naquela tia que apesar de bater forte, defendia qualquer ousadia que fizessem contra a menina.

Enfrentou seus medos, entendeu cedo o que era... fruto não desejado do amor mal fadado dos amantes da esquina...Triste sina.

Mas, apesar da torcida daqueles a quem ela lembrava o pulo da cerca, o erro do passado, ela vingou para a vida.

Cresceu, floresceu, deu frutos benditos e amados a quem ela emprestou o ventre, a vida, a força, até quando, pelos rumos naturais, eles voaram levando na bagagem todo o amor a eles dado, por quem nunca houvera recebido.

Tudo o que ela queria então era o abraço, o amparo e o aconchego que lhe fora negado...

Mas mesmo agora, no fim de seu tempo, após os longos anos de dura jornada ela ainda tem que ser o braço forte, dar a direção do norte em vez de poder descansar e poder pensar em sua própria morte!

Triste sina da mulher menina...

 

Selma Esteticista


 



Leia outras matérias desta seção
 » Triste sina...
 » Voltei para o meu jardim
 » As inseparáveis
 » Idas e vindas
 » As balas
 » O tubinho branco
 » Metamorfose
 » Anjo Negro
 » Agulhada
 » O telefone
 » A bisavó
 » Um anjo em minha vida
 » Para Ela...
 » O cara de pau
 » O mistério da foto
 » Quando a inocência quebra as regras.
 » Uma das minhas Heroínas
 » O convite
 » Mea culpa?
 » Meu filho

Voltar