06/12/2020
Estaríamos cada vez mais indo para o buraco?

Não passa um dia sequer que notícias desabonadoras nos sufocam o coração. Nós, brasileiros simples convivemos  com o descaso pela irresponsabilidade daqueles que nos governam. Não incomum ainda dinheiro na cueca, os desvios de verbas, e manipulação de seu destino. No Executivo muito blá blá blá sem ingerência em reformas vitais e não avançam;

Candidato do Planalto à Câmara Federal livrado por juiz  do Tribunal de Justiça de Alagoas  por acusação de rachadinha (Estadão 5/12/20). Candidato esse representando o centrão  com  envolvimento em vários inquéritos;

No Congresso Nacional sem sinal de prosperar reformas administrativas e tributárias. Na Câmara de Deputados sob o manto do presidente da casa, Rodrigo Maia, adormecem : prisão em segunda instância, fórum privilegiado e as reformas citadas. Os dois presidentes Maia e Alcolumbre parecem ter olhos para seus interesses em novos mandatos;

O STF ignora a Carta Magna atropelando e fazendo o que bem entende beneficiando a libertação de perigosos meliantes sem ouvir seus pares, desestimulando o profícuo policial  cujo custo ao erário público soma apreciável valor e a passos largos o presidiário escafede-se pela porta da frente com sorriso até as orelhas;

Recentemente procuradores reivindicaram privilégios furando a fila para a vacina contra a covid-19 alegando  funções  de risco. Classes do Judiciário que deveriam ter em mente o benefício financeiro que os outorgam bem como outras regalias pouco se importa com os concidadãos menos aquinhoados;

Assim, temos uma privilegiatura que sobrepõem aos brasileiros que mal ganham para suas obrigatórias contas, pois em Brasília sequer sabe que existe crise. É o “país sem miséria” em pleno e reinante desemprego.
Seguramente não temos um “céu de brigadeiro” em nosso querido Brasil.

ANÍZIO MENUCHI



Leia outras matérias desta seção
 » Estaríamos cada vez mais indo para o buraco?
 » Maradona e o trabalho da Imprensa
 » As eleições vem aí
 » Castigo físico na fala de Ministro
 » Professora Rotralth Friese Nunes (dna.Tico)
 » URMSP – Um passado de gloria
 » Um farmacêutico devotado
 » Weiszflog a dívida irresgatável
 » Bonsucesso do meu nascedouro
 » A represa de minha juventude
 » Linha Férrea Bom Sucesso
 » Menuchi: imigrantes Italianos
 » Candidatos à Diretoria da URMSP
 » Um caieirense antigo
 » Meu Pai, minha referência para vida
 » Brancos e Negros
 » Conjunto Acapulco você já dançou com êles ?
 » Nos tempos do URMSP (Clube União)
 » A casa no Bonsucesso
 » Embrionária competição à Miss São Paulo

Voltar