14/06/2022
À minha Mãe

Faltam apenas 5 minutos do meu relógio para um dia muito especial.
A gente fala parabéns , deseja tudo de bom, muita saúde , alegria , amor …. e parece que quase é automático acompanhado de um sorriso que muitas vezes nem temos , para expressar um pouquinho que seja, da  importância das pessoas em nossas vidas .

E aqui vale qualquer bem intenciona felicitação . Por menor e mais superficial que possa soar , tá valendo porque somos únicos, insubstituíveis para algumas pessoas que fazem a diferença em nossas vidas .
Fico ansiosa em expressar o que vc representa em minha vida . Fico temerosa em olhar por cima do muro, embaixo do sofá e dar o alerta das carregadas saudadessss que eu sinto de você .

Porque são muitas as saudades, tantas que eu preciso deixa las escondidas em caixinhas enfeitadas com borboletas pelos cantos da vida para nao sucumbir na vontade de estar com vc ao alcance de suas mãos .
Mas como a graça divina é perfeita nas setas deste caminho da vida , eu posso enxergar como há tanto de vc em mim.

São incontáveis as vezes que arrumando minha cama , eu lembro de como vc todos os dias arrumava a cama e posso sentir o cheiro dos lençóis ! Suas mãos alisando as rugas do tecido!  E eu esperando uma brecha para falar todos os problemas de minha vida nestes minutos que pareciam sempre milésimos de segundo !
Logo volto para a realidade e está tudo encaixado na minha total falta de “ jeito” . 

São várias as vezes que vejo vc sentada na cadeira de matriarca e assumindo o controle da cavalaria que entra e sai pela porta da cozinha enquanto vc fala : quem deixou a porta aberta, fechada, sem protetor para os gatos, tirou o tapetinho de crochê do lugar ou deixou a esbarrou na bruxa do caldeirão de ferro que vc adora colocar numa estratégica posição “ tipo meio do caminho .
Vejo vc descendo para espairecer , ir na Neide comprar algodão, na Sandra comprar mais um bibelô ou só passeando para espairecer .

Também das vezes que foram muitas que íamos na Pilar ver as novidades , comprar uma linha , um bordado inglês um pedaço de renda, ou a  sinhaninha ( nem sei como escreve isto ) para uma fraldinha para um bebê que estava por chegar !

Também penso em quantas vezes empurro vc quando empaca porque não posso deixa lá desistir, não posso ampara lá ou mesmo tomar um café para colocar as fofocas em dia comendo um camafeu !
Confesso que nos últimos anos tenho sido dura , as vezes implacável e quiçá cruel ! Ao menos assim me sinto cada vez que nao posso mudar nada de tantas intempéries que tem passado .
E então vc aparece como uma fênix , chique , linda com chapéu, óculos de sol toda linda caminhando na praia !

E eu penso : “graças a Deus “ ela está de volta !
Filho é tudo igual mm.
Mas eu queria ter sido diferente enquanto estive aí com vc .
Linda , sensível, arisca (?), engraçada, misteriosa, cheirosa , sinônimo da elegância !
Quanto orgulho tenho de vc !
Fico tão feliz quando podemos nos ver por vídeo  que não quero deixá-la desligar e disparo em um monte de papos sem nexo só para ficar mais um pouquinho com vc !
São poucas as linhas mas já passou uma hora que estou escrevendo, lembrando e tentando resumir que vc é a um mundo inteiro para mim !
E eu não vejo a hora de poder abraçá-la.

Mãe mais do que feliz aniversário, parabéns por ser está pessoa singular, ímpar, jovem , autêntica , sincera que eu levo em meu coração e pensamentos para todos os lugares, a qualquer hora.
E que hoje vc possa celebrar ser quem vc é, sua essência , a delicadeza de uma flor , a leveza de uma borboleta e a guerreira charmosa . Desculpa pelas palavras repetidas , o dia foi atribulado e ainda não descansei .
Se reinvente quantas vezes tiver vontade, sem receio de não compreendida porque o único que importa e vc viver a vida na maior plenitude possível neste planeta .
Te amo e sempre amarei.
Logo estaremos juntas !
Estou esperando vc aqui !
Aproveite seu dia , cada momento desta trajetória de exemplos.
Me perdoe por não estar a seu lado cumprindo minha promessa.
Te amo 

E eu poderia ficar aqui contando como todos os dias eu penso em vc

Daniele



Leia outras matérias desta seção
 » À minha Mãe
 » Paranoias momentaneas
 » Texas: o lugar das armas 
 » A latência
 » Dia Internacional da Mulher?
 » Eu acendi uma vela na mesa da sala de jantar.
 » Sapos
 » Sobre a Costa Rica
 » O custo do diagnóstico
 » Sair da bolha
 » Tudo parecia caminhar para o fim?
 » Eis a minha pergunta: “ faço o que agora”?
 » Estado neardenthal?
 » No mundo dos "Es", pensando como pensar
 » Pensando como pensar
 » 2020 - Cicatrizes na alma
 » João, Pedro e Rita - parte II
 » O mês do cachorro louco
 » O peso das coisas
 » João, Pedro e Rita
 » E se tudo isso não passar
 » Diário caótico sobre o coronavírus
 » Oração de aniversário
 » Encontros & Desencontros II
 » Encontros & Desencontros e o tempo
 » O tempo e a mulher do espelho
 » A mulher do Espelho
 » Sou mas quem não é (pirada)
 » Biblioteca
 » Carta para os olhos vazarem
 » Férias no paraíso, pero no mucho.
 » A dificuldade de recomeçar
 » Texto exclusivamente feminino
 » Meu Amigo!
 » O incêndio no Museu Nacional
 » Diário de uma jovem Mãe
 » Depressão: O beijo da morte
 » Depressão: os ruídos
 » A bolsa misteriosa de Anabella
 » Amizade
 » Em Terra de cego quem tem olho é rei?
 » Inspiração
 » Se disser que esperará, espere!
 » Eu acredito na humanidade!
 » A bituca de cigarro
 » Os filhos voam!
 » Ser limpante ou o trabalho caseiro
 » Carícia da vida
 » A verdade
 » As palavras matam ou morrem ?
 » Matemática simples
 » Família um conceito complexo
 » Altruísta egoísta
 » A pequena bolsa de Anabella
 » À deriva (?)
 » Adeus ano velho
 » Quando o bem não faz bem!
 » Forever
 » Quero Poetar!
 » “O Abutre”!
 » Me permito amar?
 » Quebrar-se
 » A felicidade
 » Impiedoso tempo
 » Quem sou eu ?
 » Esquecer
 » Esquecer @? - Olvidar
 » Fragmentos II
 » Fragmentos
 » Despertemos!
 » Transe no deserto
 » Destino ridículo !
 » O cortiço da vida
 » Círculo de desafetos
 » Sou um vulcão
 » Conversa com a àrvore
 » Encerrar ou cerrar ciclos?
 » A “basura” no México
 » Doença de amor
 » Poesia
 » As regras da vida
 » Os grandes homens....
 » Prelúdio à loucura
 » Razões para amar? Razões para o amor?
 » O mundo perdido dos sonhos!
 » Devaneios de um cérebro ?

Voltar