Deseja enviar uma mensagem? Clique aqui!

FALA CIDADÃO. Aqui você pode fazer suas denuncias, reclamações, sugestões e elogios.

Caso a sua reclamação não seja atendida, retorne o e-mail quantas vezes for necessário, reclamação justa e não atendida mostra a falta de respeito e o descaso que a autoridade reclamada tem com o cidadão, na próxima eleição lembre-se disso antes de votar.

Você está navegando pela página 192.

Mensagem enviada dia 03/05/2005
Nome:  Clayton Ricardo Guillarducci
Vejam só como o poder publico de caieiras lida com denuncias de seus municipes. Como é de conhecimento, fiz uma denuncia neste jornal sobre a precariedade da saúde publica em nosso municipio, tentei por diversas vezes acesso ao prefeito, o qual não obtive exito. Quando fiz a denuncia eu esperava no minimo que uma autoridade competente me respondesse que condutas iriam ser tomadas para reparar os absurdos que vem acontecendo no pronto socorro municipal. Mas que ingenuidade a minha!!! Pelo contrario não recebi nenhuma satisfação do poder publico, digo satisfação porque sou eleitor dessa cidade, pago meus impostos e tenho o direito de receber uma resposta. Mas para que as coisas piore alguns "poderosos" preferiram me acusar dizendo que fiz a denuncia porque estou querendo trabalhar na prefeitura do municipio...Senhores!!! Já tenho 3 empregos, fiquei 4 anos "sentado no banco de uma universidade...não preciso usar de artimanhas para conseguir um emprego...Melhor seria os senhores responderem minhas perguntas...Que mais uma vez vou deixar aqui bem claras. Naquela quinta feira porque não havia oxigenio na sala de emergência? Porque um material tão importante no atendimento de uma parada cardio-respiratória (laringoscópio) estava sem funcionar? Porque uma das pacientes que estava na emergencia teve que pagar do própio bolso a ambulancia para ser removida? Porque a ambulancia UTI estava desmontada? Porque não havia enfermeiro de plantão? Já que a lei obriga toda instituição de saúde a ter enfermeiros no plantão. Porque o quadro de enfermagem estava tão reduzido? Porque durante o atendimento de emergência, foi preciso deixar o paciente esperando e ir emprestar de outra instituição material que deveria ter no serviço publico? Então senhores poderosos da saúde em caieiras....Essa tatica de tentar desmoralizar minha denuncia, dizendo que quero emprego...nao é verdade e os senhores sabem disso...Quero sim que a saúde em caieiras seja encarada com mais seriedade...mesmo porque são muitas as pessoas que passaram por problemas muito parecidos com o meu.. Me respondam as minhas perguntas por gentileza.

Mensagem enviada dia 11/04/2005
Nome:  Clayton Ricardo Guillarducci
Na ultima quinta feira, me dirige ao pronto socorro municipal em busca de atendimento médico e de enfermagem. Chegando na referida instituição fui solicitado para ajudar no atendimento na sala de emergencia( sou enfermeiro)onde havia dois pacientes em estado grave e um deles em parada cardio respiratória, cumprindo meu juramento entrei na sala de emergencia e auxiliei no "atendimento" coloco entre aspas porque na referida sala não havia oxigenio, o material de emergencia estava quebrado, não havia material para fazer traqueostomia, o qual foi emprestado de outro serviço particular, acarretando assim mais risco com a demora no atendimento...Só entrei porque não havia no plantão um enfermeiro para o atendimento. Depois então solicitei atendimento para mim, pois eu havia procurado o pronto socorro para ser atendido. Com apenas um médico presente fui atendido por um téc. de enfermagem, que por sinal me atendu muito bem, porém estava limitado ao seu cargo, ou seja não poderia tomar conduta médica....Foi feito um eltrocardiograma o qual apresentou alterações importantes, fiquei em uma maca sem nhenhum atendimento médico, depois de mais ou menos uma hora e meia, foi colhido um exame de sangue e um médico auscultou meu coração e disse que não era nada grave e me comunicou que não teria ambulancia diponivel para minha transferencia....Com meu própio carro me dirige a uma outra instituição onde fui imediatamente internado na unidade de terapia intensiva. Conclusão...a população de caIEIRAS CORRE RISCO DE MORTE, POIS O UNICO PRONTO SOCORRO DA CIDADE ESTA EM ESTADO DE CALAMIDADE....PERGUNTAS...ONDE ESTAVA O OUTRO MÉDICO, QUE FOI PROCURADO E ANUNCIADO E SÓ APARECEU DEPOIS DE UMA HORA E MEIA? ONDE ESTAVA O ENFERMEIRO DE PLANTÃO???..PROFISSIONAL ESSE INDIDPENSAVEL.... E FIQUEI SABENDO POR FONTES EXTRA OFICIAIS QUE JA HÁ VÁrios pedidos protocolados pela enfermeira chefe para contratação de enfermeiros e não é atendida..... a saúde de caieiras esta na UTI.

Mensagem enviada dia 05/04/2005
Nome: 
Acompanho as sessões da Câmara Municipal, inclusive o site, mas tenho notado que após a posse do vereador Milton Valbuza como presidente da Casa, a "ordem do dia" das sessões não são anunciadas com antecedência mínima como prevê a lei orgânica municipal, porque será, o vereador Valbuza não tem interêsse em tornar transparentes os atos da Casa que interessam a todos os cidadãos caieirenses? - ele tinha fama de ter ouvidos de mercador em negócios, mas agora trata-se do interêsse público,o que é bem diferente, ainda, o ex-presidente "Bacana" fazia essas publicações no site com correção e transparência e olha que êle não é nenhum "doutor".

Mensagem enviada dia 04/04/2005
Nome: 
Caros, já estamos sentindo os efeitos no "nosso LIXÃO"! É pessoal, isso é nosso "propriedade" dos moradores da cidade de Caieiras que ao contrário de terem um centro ecológico ou um parque para as familias frequentarem no fim de semana, temos um grande atrativo, o horror e o mau cheiro que ja está virando o nosso companheiro do dia-a-dia "O GRANDE EMPREENDIMENTO ESSENCIS". Mais algum tempo, e todos os moradores de Caieiras estarão sentindo os efeitos do descaso com a população, que os nossos representantes tiveram ao aprovar "O GRANDE EMPREENDIMENTO ESSENCIS", logo, nossos imóveis estarão valendo muito menos do que com nosso suor construimos e ao falar ai fora que moramos em Caieiras não teremos mais orgulho da nossa cidade que tem um dos maiores IPTUS do Estado de São Paulo. Ficaremos vendo o fim da nossa cidade?

Mensagem enviada dia 26/03/2005
Nome: 
Jardim dos Eucaliptos, um bairro onde os problemas começam na sua entrada principal : - O trevo que suporta todo trafego dos veículos vindos Jundiaí, Francisco Morato e Franco da Rocha e o pedestre ? coitado do pedestre. - Sua avenida principal e margeada por um verdade esgoto a céu aberto de ponta a ponta (vulgo riozinho)Ratos,Lixo e Baratas ali proliferam. - Duas empresas legais ( ? ) de reciclagem ( lixo de toda monta )bem no seu centro; - Mal cheiro no Ar (achamos que é do Lixão). - Boca de lobo vazando esgoto principalmente na avenida Armando Sestine; - Ruas imundas, o lixo toma conta, juntamente com fezes de animais onde o numeros de cachorros a solta é mais um premio para os moradores desse bairro. - Calçadas irregulares onde obriga os pedestres a dividir espaço com os veículos; - E os inumeros comercios e industrias ali estabelecidos será que todos possuem alvara ou taxa de funcionamento ? - Obras inacabadas, como a viela que liga a Rua Manoel H Florindo a Av. Armando Sestine em obra desde Nov. 2004, contatem o monte de terra ali depositado na Manuel Henrique Florindo e por falar nesta rua será que tem outra que ganha em numero de buracos. - Trafego de drogas a noite no quadrilatero Padaria Charmosa - Igreja Petencostal - Padaria Eucaliptos e Fabrica de Chapas. É isso não leia jornais, não assista televisão e nem ouça radio, desgraça, visite o Jardim dos Eucaliptos. E por favor Sr. Sidnei, provavel proprietário de uma empresa de terraplanagem, não venha com a conversa de a solução já fora tomada ou que esta em estudo, trabalhe.

Mensagem enviada dia 22/03/2005
Nome: 
Alguém precisa avisar o prefeitim Névio que a Cidade não tem mais calçadas,todas quebradas,sujas, ruas imundas, a prefeitura só sabe multar e o dinheiro para onde vai?

Mensagem enviada dia 10/03/2005
Nome: 
Cuidado povo de Caieiras o prefeito Nevio vai passar o hospital para particulares explorarem, como fez com a faculdade que hoje é o colégio objetivo, quem está recebendo o aluguél do prédio?

Mensagem enviada dia 09/03/2005
Nome: 
Nosso prefeito está nos afundando com tantos impostos. Agota vem nos cobrar o ISS. E nosso bairro continua uma porcaria (Portal das Laranjeiras)

Mensagem enviada dia 22/02/2005
Nome: 
Moro na Rua Santa Rita, no Jardim São Francisco. Nos fundos de minha casa há uma casa abandonada (fica em frente ao campo de futebol) que está cheia de mato, água parada e ratos. Como sempre se fala em controle de dengue, gostaria que a prefeitura tomasse uma providência, já que não sabemos onde foi parar a dona dessa casa e não podemos pedir a ela que pelo menos mande limpar o terreno. Está tudo um lixo, não podemos continuar correndo o risco de pegarmos uma doença grave. Por favor peço uma ajuda para saber como faço para entrar em contato com o órgão responsável.

Navegação:   Anterior | 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | 181 | 182 | 183 | 184 | 185 | 186 | 187 | 188 | 189 | 190 | 191 | 192

Atenção:
As mensagens são publicadas na integra, e não passam por revisão ortográfica, a fim de preservar o original. O Jornal A Semana não se responsabiliza pelo conteúdo das mensagens, cabe as autoridades competentes verificar a veracidade das mesmas e tomar as devidas providências. As mensagens enviadas para a coluna "Fala Cidadão" não refletem a opinião do Jornal A Semana, que se pauta no direito de expressão dos leitores.

Voltar